quinta-feira, 18 de janeiro de 2018



Notícias fresquinhas
vindas de Lisboa


Lê-se algures que "Em Lisboa Carlos Pereira só fez trampa e é uma chacota nacional, só dois exemplos, liderou na maior incompetência comissão de inquérito da CGD (até os próprios deputados do PS se recusaram a votar) e produziu um diploma sobre o alojamento local. Ambos os trabalhos e documentos acabaram no caixote do lixo a bem da nação.”
Perante os últimos acontecimentos na corrida à liderança do PS Madeira, Carlos Pereira parece demonstrar qual é a sua competência, a que não teve enquanto empresário, ao falir várias empresas, e agora como político, ao não apresentar as listas de acordo com a leis e os estatutos.
Está na hora de Carlos Pereira, o Bombeiro de Segunda, agora rebatizado de incompetente, pedir apoio dos meios aéreos para apagar o fogo que caiu sobre a sua liderança. É que nem no continente, nem na Madeira, a água está a ser suficiente para chegar a todos os buracos. 

K-Competente

VAIDADE

Miguel Costa

A vaidade, a soberba pelo poder, a mentira será a corda que irá enforcar Paulo Cafôfo. Dêem-lhe corda...
Apenas 90 dias após ter ganho as eleições para a Câmara Municipal do Funchal, onde disse que iria ficar até o fim do mandato, Paulo Cafôfo mudou de ideias.
Ao lado de Emanuel Câmara, a lebre do Norte, Paulo Cafôfo disse aos militantes do PS que está disponível para encabeçar uma candidatura à Quinta das Angústias em 2019.

JPP requer audição parlamentar 

ao diretor regional dos CTT


O Grupo Parlamentar do Juntos pelo Povo (JPP) deu entrada na Assembleia Legislativa da Madeira a um requerimento de Audição Parlamentar com a presença do Diretor Regional dos CTT, Carlos Rodrigues, sobre a situação desta empresa.
O JPP entende ser necessário “compreender a atual estratégia dos CTT, num setor de interesse público, tendo em conta todas as mudanças que se têm registado” nos últimos tempos.

PSD recomenda a CMF o levantamento 
do embargo às obras da Ponte Nova



Os vereadores do PSD na Câmara Municipal do Funchal apresentaram hoje, em reunião de câmara, uma recomendação para o levantamento do embargo às obras da Ponte Nova, que está encerrada há mais de oito meses.

“A Ponte Nova está encerrada desde maio do ano passado, o que causa grandes transtornos à população que ali reside e aos comerciantes da zona”, alertou Rubina Leal, lembrando que o LREC (Laboratório Regional de Engenharia Civil), uma entidade independente e idónea, diz que esta obra deve ser retomada.

Bagunça Rumo a 2019







TRINTA E TRÊS



À medida que a Bagunça ganha embalagem Rumo a 2019, e agora com a consagração do 'Teorema de Sérgio Pitágoras sobre a jurisprudência plana dos arredondamentos', começamos a acreditar que a carroça municipal dos loucos tem pés para andar cada vez com mais Confiança. Mesmo no dia de hoje deparam-se-nos na imprensa ecos de um embaraço geral causado pela legislação da contratação pública. Pois no manicómio da Praça do Município esses problemas fazem parte do passado.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Em memória de Max






Equaciona o PCP


O que fazer e como fazer numa situação 
de regresso forçado de emigrantes?


O Grupo Parlamentar do PCP/Madeira apresentou hoje uma proposta parlamentar sobre o “Retorno de Emigrantes”.
A proposta, visa a constituição de uma Comissão Eventual para a análise de medidas extraordinárias de apoio ao regresso de emigrantes, com os seguintes objectivos:


  1. Realizar uma avaliação crítica das medidas previstas, considerando os objetivos e os impactos que se pretendem alcançar com as orientações elencadas no “Plano Regresso”;

  1. Proceder à ponderação sobre os indicadores que dão fundamento aos eixos estratégicos e operativos a implementar em contexto de crise;

Expos a não perder






VICTOR FREITAS NO SEU MELHOR 


João Teixeira

Na recente discussão do Orçamento Regional,  o deputado Socialista/”Cafôfista”  Victor Freitas questionava o Governo acerca do Ferry para ligar o Continente ao Funchal e dizia:
“Não existindo qualquer proposta em relação ao ferry, o Governo irá optar por um novo modelo, em que passa  por termos o ferry durante 12 semanas. O ano tem 54 semanas. A promessa do Presidente do Governo não foram 12 semanas,  foram 54 semanas”.

Bagunça Rumo a 2019





TRINTA E DOIS






Não fosse operação aritmética tão fácil e evidente, lá teria eu de pegar outra vez nos calhamaços para rever a matéria. Afinal, que pretende Sérgio Abreu dizer quando exclui algumas listas de delegados ao congresso do PS apresentadas por Carlos Pereira, baseando-se numas contas aritméticas mal amanhadas? Sérgio Abreu, uma forma de dizer. O Sérgio foi mandado para presidente da COC com a inocente missão de assinar e não bufar expedientes que outros crânios maquinaram.
Vimos hoje à luz da publicidade que listas de candidatos apresentadas em mais de uma dezena de secções carecem de nomes, no que diz respeito aos suplentes. O que dá chumbo. A sentença foi enviada por Sérgio via e-mail ontem, muito perto da meia-noite, com a intenção - é mais do que claro - de não dar tempo a rectificar nada.
Onde é que já se viu chapelada deste feitio?


FRUTOS DE INVERNO DO JARDIM GULBENKIAN

A variedade de frutos no inverno é uma das notáveis marcas da paisagem do Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian.
Na última sexta-feira, depois de alguns meses de ausência, voltei a visitar  calmamente todos os recantos do meu jardim predileto de Lisboa. Deliciei-me a fotografar texturas de troncos, ramos despidos, folhagens, flores, frutos.
Frutos vermelhos, alaranjados, cor-de-rosa, amarelos, azuis metalizados, quase negros, de plantas dos quatro cantos do mundo, com predomínio das nativas do extremo oriente, perfeitamente integradas nesta comunidade no sudoeste da Europa.
Berberis wilsoniae – China

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Bagunça Rumo a 2019





TRINTA E UM



Mal ou bem, a política regional mexe-se um pouco neste início de 2018. Nada que leve o povo do lugarejo a ganhar confiança ou algum optimismo quanto a uma melhoria de vida. Ainda esta manhã, é um ver-se-te-avias nas tabacarias com sonhadores a fazer as suas apostas imaginando, na bicha, o que fazer com os 60 milhões do jackpot.
Se não for na lotaria, nada feito. Esperar que os carreiristas políticos resolvam os problemas da plebe é de anjola. Do que a populaça quer andam os políticos à procura.

Emanuel Câmara joga mais pela certa e di-lo abertamente, naquele entusiasmo pueril que se lhe reconhece. Ele não aposta no projecto político/governamental de Cafôfo, que aliás é nenhum. Ele aposta é no "capital político" do Cafôfo - ou seja, no sorriso pepsodent que tem valido votos. Qual ideologia qual carapuça!


CICLO DE CONVERSAS DOS ANTIGOS ALUNOS DA APEL
Iniciativa inclui diálogo com quatro antigos alunos da escola



A Associação dos Antigos Alunos da Escola da APEL vai organizar um Ciclo de Conversas com a participação de antigos alunos daquela instituição de ensino. O evento, que decorre sob o tema ‘Ética, Valores e Responsabilização’, terá lugar no Auditório Padre Mário Casagrande, de Janeiro a Abril, com uma sessão agendada para cada um dos meses. 

A iniciativa da Associação contará com a presença do economista Victor Calado, do padre Tony Vitor de Sousa, do ‘coach’ Leonardo Gonçalves e do analista político Francisco Gomes. Cada contributo está agendado, respectivamente, para os dias 25 de Janeiro, 20 de Fevereiro, 23 de Março e 23 de Abril.  

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018




A Fajã dos Padres

Já alguma vez alguém se interrogou, (IRAI) ou (ERAI) ou algo assim, se era possível ao menos legalizar a Fajã dos Padres?
Ninguém conhece algum título de utilidade turística, Agricola ou de Alojamento local... e porquê? porque é impossível face à lei.
..Aquilo não tem acesso legal face a RGEU e
NUNCA NINGUÉM LEGALIZOU AQUILO
E se morrer um turista alojado lá e o teleférico (que não é um acesso face à lei) porque é mecânico?
E quem já aprovou apoios comunitários para a Fajã dos Padres ao abrigo de "N" projetos agrícolas e turísticos? Será crime de peculato, sr Humberto?

Falta de palavra de Cafofo
não surpreende Rubina Leal


A confirmação do atual presidente da Câmara Municipal do Funchal que quer ser, a meio do mandato, candidato à Presidência do Governo Regional, não surpreende o PSD.

“Isto só vem confirmar aquilo que foi falado por nós durante a campanha”, lembrou esta tarde Rubina Leal dizendo que o autarca não falou a verdade com a população da Cidade do Funchal. As declarações foram proferidas hoje pela vereadora social-democrata, à margem de uma ação de rua junto da população da freguesia de Santo António, quando interpelada pelos jornalistas.

Em Maio, recordou Rubina Leal, o presidente da Câmara garantiu numa entrevista que ia recandidatar-se porque o seu projeto é o seu compromisso era com a Cidade. “Disse que ia cumprir o mandato até ao fim”, notou a vereadora do PSD.

“O que podemos constatar este fim-de-semana é que afinal não é esse o seu projeto, nem é esse o seu compromisso”, observou Rubina Leal.
Texto e foto: PSD

CDU denuncia inércia 
da junta de Freguesia de Santo António


A CDU realizou hoje, uma iniciativa política para abordar os impactos negativos pelo facto de a Junta de Freguesia de Santo António ainda não ter aprovado o Orçamento e o Plano Plurianual de Investimentos para 2018. Na ocasião a vogal da CDU na Assembleia de Freguesia de Santo António, Ricardo Lume, proferiu a seguinte declaração:

JPP defende proteção da tradição 
dos fachos em Machico 



Discute-se esta terça-feira, na Assembleia Legislativa da Madeira (ALRAM), o projeto de resolução da autoria do Grupo Parlamentar do Juntos pelo Povo (JPP), que pede a “Inventariação, classificação e divulgação dos fachos de Machico enquanto património cultural imaterial”. O deputado Carlos Costa salientou que com esta iniciativa o JPP pretende proteger o património cultural único e raro da Região:

Bagunça Rumo a 2019







TRINTA


Rui Rebelo, acompanhado por Pedro Calado, proporciona-nos hoje mais uma divulgação de ensinamentos e esclarecimentos que não devem ser desprezados, pela população inteira e principalmente por quem se interessa por estas coisas da electricidade em pó. São 16 páginas a desbobinar GWh e MW numa gambiarra de 5 eixos a iluminar um caderno de publicidade, agrafado e tudo. 
Ora, sendo o objectivo de Rui, digno presidente da Electricidade da Madeira, trocar por miúdos o projecto de 'ampliação do aproveitamento hidroeléctrico da Calheta', já que os rios de dinheiro em publicidade se destinam exactamente a fazer luz na cabeça de Zé Pagante, permita-me o meu amigo que lhe peça alguns esclarecimentos suplementares.

domingo, 14 de janeiro de 2018

Porto Santo


Vereadora socialista esclarece posição no caso da suspensão do PDM por causa da areia. E que esclarecimento!


Pelo presente meio, venho informar que ao contrario do que refere no artigo esta questão é também nossa preocupação, relativamente à Proposta de Suspensão Parcial do Plano Diretor Municipal, que foi aprovada por maioria, na última Reunião Ordinária do dia 9 Janeiro, na Câmara Municipal de Porto Santo.

No caso concreto em apreço, o atual executivo deliberou com maioria esta suspensão sem previa consulta aos cidadãos, nem  apresentou os necessários pareceres técnicos, tal como referido em anexo no abaixo assinado.
Segundo os especialistas, esta areia resulta de condições muito específicas que não se repetirão, sendo este um recurso limitado e não renovável.


O Leitor vai julgar que se trata de mais uma dessas fake news em moda, se calhar com montagem e tudo, mas afianço que esta foto foi obtida ao fim da tarde de hoje por este vosso amigo. Fui atraído pelo fumo esquisito a sair da chaminé do navio.

Condição militar e insularidade








Instalações de apoio aos carreiros do Monte 
encerradas desde 2017



Os vereadores do PSD na Câmara Municipal do Funchal deslocaram-se hoje ao Monte para fazer um levantamento das necessidades daquela freguesia.

Uma das lacunas encontradas foi na zona de partidas dos carros de cestos do Monte, onde as instalações de apoio aos Carreiros e aos turistas estão encerradas desde novembro de 2017.


Extensão de finanças na freguesia do Caniço


O PCP-Madeira esteve hoje no Caniço para reivindicar um serviço público, uma extensão do serviço de Finanças para aquela cidade, que já foi aprovada há quase dois anos na ALRAM, mas que até hoje não houve qualquer diligencia para operacionalizar o funcionamento do serviço. Há mesmo, na cidade, um espaço já disponibilizado pela edilidade de Santa Cruz, a Loja do Munícipe, pelo que importa que o Governo Regional clarifique a morosidade da concretização desta proposta , aprovada por todas as forças partidárias em 2015. 

JPP vai requerer técnico externo 
para Comissão de Inquérito ao SESARAM


O Grupo parlamentar do Juntos pelo Povo (JPP) vai “apresentar um requerimento para requisitar um técnico externo para coadjuvar o relator da Comissão de Inquérito ao Serviço Regional de Saúde, visando ter maior transparência e imparcialidade na análise dos trabalhos”. 

Élvio Sousa diz que, olhando para o que se tem vindo a passar nas últimas Comissões de Inquérito, os relatores são deputados do PSD, facto que “não garante imparcialidade e a necessária distância que o assunto merece, pois o que se quer são Comissões independentes e não dominadas pelo PSD”.

sábado, 13 de janeiro de 2018


RUI RIO sucede a Passos Coelho

O nortenho Rui Rio venceu as directas no PSD com 54,37% dos votos. O derrotado Santana Lopes foi mais votado em Lisboa, mas não chegou para deter o antigo presidente da câmara do Porto.Rio também venceu na Madeira, com 53%.

Mensagem de Albuquerque ao novo líder:
"Meu caro Rui Rio, em meu nome pessoal e do PSD Madeira, felicito-o pela eleição, sendo certo que podes contar com a total colaboração ativa e disponibilidade do PSD Madeira para a prossecução dos objetivos que se propõe a bem da RAM e do país."


O secretário-geral do PSD/Madeira felicitou Rui Rio, o novo líder nacional do Partido, eleito hoje pelos militantes sociais-democratas.

Rui Abreu espera que o recém-eleito presidente da Comissão Política nacional paute a sua ação pela defesa dos interesses da Região, tentando solucionar todas as questões que estão pendentes junto da República.

“Aquilo que esperava de qualquer um dos candidatos era que se interessassem pelos assuntos que a República tem pendentes com a Região. Espero que o novo líder do PSD, o Drº Rui Rio, tenha um grande empenho na defesa dos interesses de todos os madeirenses e porto-santenses, em questões como a revisão do subsídio de mobilidade, o CINM (Centro Internacional de Negócios da Madeira), a dívida dos subsistemas de saúde e o novo hospital”, disse.

Os militantes do PSD/Madeira foram hoje às urnas, entre as 17h00 e as 20h00, escolhendo maioritariamente Rui Rio, que obteve 53% dos votos madeirenses contra os 47% de Pedro Santana Lopes.


Num universo de 2.760 militantes em condições de votar, as internas contaram com uma participação de 2.145 votantes. Rui Rio foi o mais votado na Região Autónoma da Madeira com 1.141 dos votos contra 979 de votos a favor de Santana Lopes.

Eleições no PSD


Santana Lopes ganhou no Porto Santo. Com vantagem confortável sobre Rui Rio.
Ao nível paroquial, foi uma pequena vitória de Roberto Silva sobre Idalino e Jocelino.

Bagunça Rumo a 2019






VINTE E NOVE



Foto GREGÓRIO CUNHA

Trazer mau ambiente para aqui num fim-de-semana parece mal, mas há temas que não merecem tréguas. 
Primeiro mau ambiente - Velhas raposas da política movimentam-se dentro do PS-M a pagar quotas de mortos e ausentes para somar aos votantes do candidato que concorre na qualidade de independente. Do outro lado, já contrataram um homenzarrão do Garachico para fazer de delegado na zona leste da Ilha, não para impedir a entrada na assembleia de voto dos defuntos e dos emigrantes, mas para controlar voto a voto, presença a presença. 

Mobilidade: “Madeirenses não são bancos
para adiantar dinheiro ao Estado”

“Os cidadãos madeirenses não são bancos para adiantar dinheiro ao Estado”, disse Paulo Neves, deputado do PSD/Madeira na Assembleia da República, referindo-se ao adiantamento do valor total das passagens aéreas pago pelos passageiros da Região. As declarações do parlamentar foram proferidas hoje à margem de uma conferência de imprensa que decorreu na sede da Rua dos Netos.

COMISSÃO PARLAMENTAR LAVA MAIS BRANCO 

A “Comissão parlamentar de inquérito para análise ao incumprimento dos deveres do Governo Regional na defesa do interesse público no processo de concessão de exploração da Escola Hoteleira” ¹ determinou, no passado dia 10 de janeiro de 2018, o arquivamento do processo de inquérito. Depois de um longo processo, a comissão de inquérito apresentou um relatório onde apresenta as suas conclusões, algumas das quais são deveras surpreendentes, pois desmentem os resultados da “Auditoria de fiscalização ao contrato de concessão de exploração da Escola Profissional de Hotelaria e Turismo da Madeira” ², cujo relatório foi apresentado pelo Tribunal de Contas, em outubro de 2016.

PSD/M apresenta proposta na República para solucionar 
a questão dos lesados do BANIF e do BES/GES


Os deputados do PSD/Madeira apresentaram ontem na Assembleia da República um projeto de resolução com vista a solucionar a situação dos lesados do BANIF e do BES/GES. Rubina Berardo contabilizou em cerca de 1.500 o número de emigrantes na África do Sul, Venezuela e França que ficaram excluídos da lei nº 69/2017, que regula os fundos de recuperação de créditos.

CDU em acção de rua


Contra o Encerramento de Estações dos CTT
 - Pela reabertura da Estação dos CTT do Caminho de Santo António




A CDU realizou ao longo da manhã, uma acção de protesto, na freguesia de Santo António para protestar contra o encerramento da Estação dos CTT no Caminho de Santo António, e para dinamizar uma petição que defende a reabertura das Estações dos CTT encerrada.

Árvores, pontes, temporais,
tolerância com os que caem,
debates, ofensas aos adversários

Miguel Fonseca

1.       As fações do Partido Socialista, nomeadamente a fação chefiada por Vítor Freitas, sempre disse que o Miguel Fonseca mudava de posição de vez em quando. A que se deve isso? É simples: eu movo-me por princípios e aplico esses princípios seja quem for que esteja em causa. Já as fações movem-se por interesses e fidelidades partidárias e só aplicam os princípios quando lhe dá jeito aos outros.

2.       Sou contra a criminalização da política. Os políticos pelo que fizeram respondem em eleições, não em tribunal, a não ser que tenham cometidos atos em si mesmo criminosos, de forma pessoal e intransmissível, por exemplo, corrupção.  Na queda da Ponte de Entre-os-Rios, nos incêndios que, infelizmente, todos os anos assolam o nosso País, nas enxurradas, na queda das palmeiras no Porto Santo, na queda do carvalho do Monte, sou pela responsabilidade política, não pela responsabilidade criminal dos titulares dos órgãos. Deve responder quem é técnica e funcionalmente responsável pelo funcionamento das estruturas.  

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Pequena Ilha mais uma vez a saque


Porto Santo de Verdade,
a verdade da areia

Há um dito popular sobre o que fica na mesma quando as moscas mudam, mas o que dizer quando percebemos que não só temos mais moscas como o que as atrai piorou, tanto na quantidade como no “aroma”?

Depois da chuva de brindes, promessas e frases feitas de Setembro, eis-nos, de novo, em Janeiro. E, pelos vistos, as promessas de uma postura mais assertiva perante o nosso vergonhoso isolamento, promessas de um “bater no peito” que faria corar de vergonha os majestosos gorilas na bruma, lá se juntaram a todas as outras, no monte onde voam, felizes, as moscas.

Avança Providência Cautelar
contra aterro no Porto Novo


Foi como presidente do JPP, mas também como presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz que Filipe Sousa deixou, ao início da tarde, uma garantia no Vale do Porto Novo: tolerância zero para o aterro que o Governo Regional reativou naquela zona.
Por isso avançará ainda hoje para o tribunal competente uma Providência Cautelar interposta pela autarquia e que tem por finalidade encerrar o despejo de terras que se iniciou esta semana naquele local.

Encerramento dos CTT em Santo António
transforma-se num caso nacional



O presidente da Junta de Freguesia de Santo António, Rui Santos, não se conforma com o encerramento da loja dos CTT. O autarca eleito pelo PSD esteve ontem na Assembleia da República a convite do deputado social-democrata Paulo Neves, onde em encontros com todas as bancadas parlamentares, alertou para o incumprimento dos CTT do contrato de concessão assinado com o Governo da República aquando da privatização da empresa.


LAVA MAIS BRANCO ÀS CLARAS


Adérito Esteves

Que o Diário, na sua centenária função de informar, é uma instituição que merece distinções ao nível regional, disso não há qualquer dúvida. Tal como o Jornal da Madeira que durante décadas foi um matutino de referência, em especial com a sua missão de divulgar o evangelho e as notícias religiosas. Mas o que pensaria o meu caro amigo se Alberto João atribuísse uma distinção por aquilo que se tornou o Jornal desde meados dos anos 80 até ao verão de 1995? Uma vergonha, não era? 
Pois é exactamente isso que acontece nesta anunciada atribuição da medalha de mérito por parte do político que tem criado uma rede de relacionamento económico e editorial com a outrora publicação de referência. 
Uma vergonha. Já nem tentam esconder. 


Bagunça Rumo a 2019







VINTE E OITO









A uma semana das eleições internas no PS-Madeira, já que a luta final entre Carlos Pereira e Paulo Cafôfo está marcada para dia 19, a ala que apoia o Mayor do Funchal ainda não atinou com a maneira de ao menos disfarçar a envergonhada e vergonhosa fuga aos debates públicos com a parte adversária.
Agora é a minha Amiga Célia Pessegueiro a patinar desamparada na incoerência de um discurso que de repente perdeu a cor do socialismo. Não será o socialismo a vanguarda da democracia, das igualdades, da transparência - numa palavra, a luta contra o obscurantismo alimentada por Célia nos seus tempos de líder da JS e de flamejante lutadora contra as 'trevas do jardinismo'?

INSIPIÊNCIAS OU INCIPIÊNCIAS, 
OU SEJA LÁ O QUE FOR

João Barreto

O Diário de Notícias, na sua edição de hoje (ontem), 11/01, brinda-nos com uma reportagem sobre o setor dito “vimeiro” que começa por surpreender-nos pelo título. No mesmo fala-se em valores destinados ao setor que são classificados como “INSIPIENTES”.
Julgando tratar-se de uma gralha que pode acontecer aos melhores, progredi no texto e logo abaixo encontro a transcrição de que o Sr. Dr. Ivo Correia, empresário do setor “vimeiro”(?), o qual referindo-se aos valores inscritos no PIDDAR para o mesmo declarou-os “insipientes”.

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

PARTE DO SALÁRIO DO PRESIDENTE DO GOVERNO É INDEVIDO


Uma das obrigações que assiste ao Presidente do Governo Regional é governar; como Sua Excelência não governa, parte do salário não corresponde a contraprestação efetiva, pelo que de acordo com a Lei do Tribunal de Contas (número 4 do artigo 59º da Lei n.º 98/97, de 26 de agosto), parte do pagamento do salário é ilegal por causar dano para o erário público devendo ser devolvido aos cofres da Região que bem precisa.
Assim, Sua Excelência deveria receber apenas a parte do salário correspondente às funções de representação, incluindo os beijinhos e abraços aos velhinhos.

Catarina Neves

Carta aberta ao Senhor Vice-Presidente
do Governo Regional

Por altura dos Reis, o Senhor Vice-Presidente do Governo Regional visitou vários serviços, entre os quais a Autoridade Tributária, onde falou de lealdade e na história da maçã podre dentro do cesto, que contamina as restantes, havendo necessidade de retirá-la. Só faltou apontar o dedo acusador aos inocentes.
Passada uma semana, saiu no Diário da República o Orçamento Regional, em cujo artigo 58º se encontram uns jeitos para favorecer determinados (concretos) funcionários – um, que aspira a ser diretor, sem ter categoria ou habilitações para isso (Carlos Veríssimo) e outros dois que depois de saltarem da Autoridade Tributária para a Inspeção Económica (IRAE), foram repescados para assessorar a vice-presidência (dr. Rogério Gouveia e dra. Carina).

Bagunça Rumo a 2019




VINTE E SETE


Vou a descer a Zarco esta manhã, umas 10.20, e quem vejo a sair da Junta Geral? O nosso Blue King, acompanhado por outro quadro de fato escuro luzindo ao sol que perfura a copa das tipuanas. Ambos direitos ao carro estacionado no passeio dos CTT.
Um intriguista diria: Miguel foi ao despacho diário com Pedro Calado. Mas eu pensei: Mentira, pela cara que leva, o Presidente apanhou seca e não foi atendido pelo vice-presidente.

Comunicado



COSMOS contra crimes ambientais


A Cosmos - Associação de Defesa do Ambiente e Qualidade de Vida, vem por este meio manifestar o seu repúdio e apreensão pela reabertura de um grande aterro, localizado na zona do Porto Novo, Concelho de Santa Cruz. Este aterro foi criado na orla costeira sem qualquer proteção marítima, mesmo com o objetivo de o mar levar com o tempo as terras ali depositadas. Infelizmente, este grave atentado ambiental causou (e tem causado) a destruição da flora e fauna marítima daquela zona costeira.

OS DIREITOS DOS CIDADÃOS

Estimado leitor, nesta pequena divagação será mais uma vez demonstrado que os cidadãos desta terra não têm direitos, e vem na sequência de anterior publicação.
Nesta publicação alego que o Ministério Público da Comarca da Madeira considera que um funcionário público só comete crime se desrespeitar as decisões do Tribunal Administrativo. Isto significa que a mera violação dolosa (i.e., de propósito) do que está expressamente escrito na lei com vista a prejudicar os direitos de um cidadão ou beneficiar injustamente outro não é considerado crime por este MP.

Relatório do caso 'Escola Hoteleira'


Fénix divulga o relatório da comissão de inquérito sobre o imbróglio da Escola Hoteleira vs governo regional que tanto tem dado que falar nos últimos tempos. O documento foi aprovado ontem no Parlamento com os votos do PSD e certamente não interessa apenas a quem está directamente ligado à explosiva matéria.  

“Comissão parlamentar de inquérito para análise ao incumprimento dos deveres do Governo Regional na defesa do interesse público no processo de concessão de exploração da Escola Hoteleira”


RELATÓRIO FINAL

1 – INTRODUÇÃO/CRONOLOGIA SUMÁRIA:

A Escola Profissional de Hotelaria e Turismo da Madeira (EPHTM), sediada no concelho do Funchal, foi criada em 1997 pelo Governo Regional da Madeira, tendo por intuito a disponibilização de formação nas áreas da hotelaria e do turismo, com valência de hotel de aplicação. A criação da EPHTM evidenciou, assim, a importância do setor do turismo para a Região Autónoma da Madeira (RAM) e concretizou uma aposta forte na formação profissional nesta área.

'Desenrascar-se' só de pé...

O "olhar pelas pessoas" é olhar também por aquelas com quem trabalhamos de perto.
No 2º andar da CMF os WC's dos cavalheiros apenas estão disponíveis para algumas das necessidades básicas executadas de pé. Mais um pormenor: DESDE NOVEMBRO DE 2017!
Para outro tipo de necessidade "obreira", funcionários e deputados municipais terão DE SE DESLOCAR AO ANDAR INFERIOR, onde há 3 cabines para funcionários e público em geral para se "desenrascarem".
Há dinheiro para os bem-aventurados CACIFOS dos sem-abrigo, para viagens e estadias confortáveis, para publicidade côr-de-rosa e não há um dinheirito para oferecer as condições mínimas para quem aqui trabalha?
Já agora, nas vistorias municipais das condições de habitabilidade e de conforto e segurança, estas falhas dentro de casa são pormenores dispensáveis??



quarta-feira, 10 de janeiro de 2018


A nova empreitada - Calado passa verdadeiro 
atestado de incompetência a Pedro Ramos


A Saúde está calamitosa, todos o sabem. 
​Estragada
 a já péssima imagem e prestação do governo de Miguel Albuquerque, vem agora a solução original de Pedro Calado
​, que​
 
​qual grua desalinhada, passa
 uma certidão pública de 
​incompetência e de ​
falta de confiança política 
​na tutela
 da Saúde, contratando a enfermeira Clara para
​ 
orientar, vigiar e inspecionar
​, ​
o
​ Senhor Secretario,​
 Pedro Ramos
​.​

Bagunça Rumo a 2019






VINTE E SEIS



À entrada para o último quartel do século XIX, os legisladores régios decidiram retomar o projecto, em tempos tentado sem sucesso, da criação de umas chamadas juntas de paróquia. Tratava-se de compensar o abandono a que muitas câmaras votavam as freguesias. Fazia sentido na Madeira. Mas o povo, orientado pelos ressabiados da época, reparou num aspecto importante: quem iria pagar os vencimentos e as loucuras do costume de quem entrasse para os novos órgãos? De onde cairia a receita das famigeradas juntas? Do próprio povo, pois claro, que levaria com mais uma pancadaria de impostos em cima. 

A CARTELIZAÇÃO DAS OBRAS PÚBLICAS COM A ENTRADA 
EM VIGOR DO NOVO CÓDIGO DOS CONTRATOS PÚBLICOS


Na Região Autónoma da Madeira, corre-se o sério risco de haver cartelização nas obras públicas, basta que para tal as entidades adjudicantes lacem as obras através de CONCURSOS LIMITADOS POR PRÉVIA QUALIFICAÇÃO e façam determinadas exigências.
Por exemplo, se a entidade pública exigir que os concorrentes possuem centrais betuminosas certificadas, sabe-se de antemão que apenas existem 4 empresas na Madeira que as possuem.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018



ANTIGOS ALUNOS DA APEL
HOMENAGEIAM PROFESSOR JESUS

Evento contou com a presença de Antigos Alunos e fundadores

 A Associação dos Antigos Alunos da Escola da APEL homenageou o Professor António Jesus pelos trinta e oito anos de dedicação à comunidade educativa da Escola da APEL.

Num evento que contou com a presença de Alfredo e Maria Jesus Braz, dois dos fundadores da escola, a Associação dos Antigos Alunos apresentou um medalhão em bronze da autoria do escultor Luís Paixão que retrata uma imagem de perfil do homenageado. O medalhão será agora colocado na entrada da sala onde o Professor Jesus leccionava, que será também renomeada ‘Sala Professor Jesus’.