sábado, 30 de maio de 2015

Vida Municipal


"SÓ NÓS FICÁMOS NA CIDADE"



Enviaram-nos fotografias obtidas no Funchal ontem, sexta-feira. O autor quis mostrar o resultado da campanha 'fica na cidade'.
Lembrando que o presidente Cafôfo viajou para a Venezuela e o vereador das finanças também (repetindo o conhecido percurso de Albuquerque e Rui Abreu, sublinha o Leitor), enquanto outros titulares da autarquia são dados com paradeiro desconhecido, "só nós ficámos na cidade".
Já não se pode dar um passeiozinho à Venezuela, à Rússia, a França, a Timor...


Final da Taça da Liga


O MOMENTO DO JOGO



Andávamos desesperadamente à procura desta concludente imagem, até que os nossos Leitores, sempre atentos, nos resolveram o problema. Vários Amigos enviaram-nos o link do vídeo em que Carlos Xistra, habilidoso árbitro da final de Coimbra, pisca o olho para tranquilizar o aflito Máxi Pereira - quando o Marítimo fazia a vida negra ao grande Benfica (nosso segundo clube, já agora).
Xistra, que começou a sacar amarelos da manga para os homens do Marítimo, depois de ter perdoado um a Gaitan, com a piscadela que as câmaras apanharam não diz outra coisa ao esforçado Máxi senão isto: homem, tranquilo, porque sei o que estou a fazer.
E estava. Com tantos amarelos, tornava-se fácil rebentar com a equipa do Marítimo, quando fosse preciso. Como aconteceu.
Certo que os madeirenses não desistiram ao ficarem reduzidos em número, mas, mais tarde ou mais cedo, faltariam as forças. Nem que fosse preciso expulsar mais algum dos amarelados. E faltaram, as forças. O segundo golo do Benfica é exemplo disso: poucas pernas na hora H para tirar a bola da área.
Quanto à piscadela de olho do homem do apito, foi o momento do jogo: percebeu-se aí que podiam chover raios e coriscos que o Benfica (que não precisa de favores extraterrestres) jamais perderia aquela final.

sexta-feira, 29 de maio de 2015

FINAL DA TAÇA DA LIGA


TÁCTICA DE XISTRA NÃO FALHA



Não queremos mostrar sapiência a mais em assuntos da bola, mas neste caso fazemos questão: descobrimos logo à primeira, logo no início do jogo, que o Carlos Xistra usaria uma táctica mais velha do que Norte para evitar devaneios aos calhaus das ilhas.
Assim sendo, só nos resta endereçar os parabéns ao sr. árbitro. Ao mostrar cartões amarelos quase antes de o jogo começar ao jogador do Marítimo que respirasse, ele já sabia que, na hora H, o vermelho surgiria para resolver algum problema inesperado. Dito e feito.
Ainda assim, melhor seria ter expulso mais um. Porque a questão andou tremida até ao fim do jogo, mesmo actuando o Marítimo em inferioridade numérica. 
Para a próxima, oh Xistra, mais atenção nisso. 

Nota de Câmara de Lobos










Descoberta da Década


RELATÓRIO ENCOMENDADO POR BRITO
DIZ QUE É PRECISO UM NOVO HOSPITAL!!!

(Foto JM)


Uma mulher do povo, falando em exclusivo ao Fénix sobre a original conclusão, explica: "Eles têm de fazer outro hospital para tratar especialmente das pessoas que entram de boa saúde no da Cruz de Carvalho e saem de lá a morrer com um vírus!" 

Estávamos para dar descanso ao governo o resto do dia de hoje, para permitir a suas excelências reflectirem no que devem reflectir, depois das brilhantes deliberações do plenário de ontem. Mais a mais, cheira a fim-de-semana, precisávamos de arejar.
Mas temos de voltar à carga. Uma simples conferência de imprensa do secretário regional da Saúde para anunciar solenemente que recebeu o documento relativo à primeira fase do relatório sobre a "sustentação técnica da necessidade de um novo hospital para a RAM", isso não nos convenceria a trabalho extra. Porém, Manuel Brito "revelou" - segundo o JM - que esse documento relativo à primeira fase do relatório "aponta na direcção da construção de um hospital novo".
Como?! 
Toca a reiniciar o programa no pc.
Como é mesmo, sr. secretário? O grupo de especialistas a quem a tarefa foi encomendada conclui que é preciso um hospital novo? Mas há quanto tempo os nossos incansáveis políticos da oposição, desde Coelho a Rodrigues, desde Victor a Roberto, andam no meio daquelas bananeiras de Santa Rita a implorar um hospital novo, seja naquela zona seja onde diabo seja?! E sem darem a despesa que um estudo desses dá!
Os delfins do PPD disseram o mesmo, incluindo Albuquerque, senhor!
Digo-lhe mais, Manel Brito, e desculpe o abuso de confiança: minha tia Ângela, já com setentas e muitos, chegou a essa conclusão sem precisar de reunir uma equipa de cientistas. Minha tia, ao ver o estado daquilo na Cruz de Carvalho, disse-me muito baixinho, com medo de represálias dos maqueiros: "O governo precisa de arranjar um hospital novo onde sejam internados aqueles que entram aqui de boa saúde, em visita, e voltam para casa a morrer com um vírus."
Esclareço que esta sugestão foi de graça.
Bem, podem contrapor: "Oh espertalhão, o que nós queremos é um documento bem fundamentado para apresentar ao Passos Coelho segunda-feira com especialistas a demonstrar a necessidade do hospital!
Muito bem. Mas insisto: Albuquerque e demais tios e tias da nova vaga acham que Passos Coelho lhes dá tanta credibilidade que só com o testemunho de gente forasteira ele acredita na necessidade de uma obra?
Se é assim, pior a emenda do que o soneto.
Vai haver primeiro, segundo e terceiro documentos sobre um relatório para pedir o ferry. Mais uma comissão para o relatório a justificar a necessidade de baixar o serviço da dívida. Mais...
E que fazem entretanto os membros do governo? 
Sim, está bem, fazem o que têm feito até hoje, ou seja, puto. Estamos entendidos. 
Não há volta a dar: esse estudo do hospital veio chover no molhado, ao apontar "na direcção de um hospital novo".
Mas ficamos em pulgas para ver o que dirá o documento relativo à segunda fase do relatório sobre a tal sustentabilidade técnica etc e tal. 
Se não lhes ocorrer uma coisa nova, digam que esse documento "aponta na direcção da necessidade de haver na futura unidade hositalar umas quantas seringas para injecções, uns frascos de tintura e álcool e uns pensos rápidos".
Ora porra!

PS - Agora para o sr. secretário da Economia, Turismo e Cultura. Foram contratadas duas assessoras para tratarem diferenciadamente dos pelouros da Secretaria. Não falta uma? Duas, aliás. Não tem a responsabilidade também dos Transportes? A sério: pelo menos ao duplicar assessores o sr. secretário faz um inédito na longa história do governo regional. 

ELEIÇÕES NO PS-M


CARLOS PEREIRA FAZ DECLARAÇÃO
POUCO DEPOIS DO FECHO DAS URNAS




O novo presidente do PS-Madeira votou na sede do partido e prepara uma declaração para depois do fecho das urnas, ao fim da tarde.
Com a demissão de Victor Freitas, Carlos Pereira foi dado unanimemente como novo líder natural dos socialistas madeirenses, pelo que a eleição, a decorrer hoje, não passa de uma formalidade.
Segundo já deu a entender, Carlos Pereira não deixará nada como está no interior do partido, procedendo a mudanças com base no alargamento de quadros capazes de transformar radicalmente a forma de fazer oposição. Que signifique uma alternativa de poder regional e não o mero protesto.

A Grande Final


ADEPTOS DO MARÍTIMO ESCOLTADOS
POR POLÍCIAS QUE VIAJARAM DA MADEIRA

Os apoiantes do Marítimo já deixaram a Praça da República para se dirigirem ao Estádio Cidade de Coimbra. Acompanhando esses adeptos, que nas bancadas chegarão a perto de 4 mil, há polícias que viajaram da Madeira em missão de segurança pública.
Nada faz temer em matéria de ambiente à volta da final Marítimo-Benfica. No entanto, a polícia não abdica das medidas de prevenção próprias destes momentos.
De facto, mais vale prevenir.
Um apontamento curioso: O Dr. Carlos Farinha, que foi director da Polícia Judiciária no Funchal e hoje trabalha na Polícia Científica, sendo ainda professor na Universidade de Coimbra, compareceu na Praça da República, para encontrar alguém conhecido.
E encontrou.

Final da Taça da Liga


'MARCHA DO MARÍTIMO' ENCHE
PRAÇA DA REPÚBLICA EM COIMBRA


Os adeptos do Marítimo fazem a sua festa em Coimbra, nestas poucas horas que faltam para a final da Taça da Liga, às 8 menos um quarto.
Na Praça da República da cidade dos estudantes ouve-se o 'lá vêm, lá vêm os nossos maravilhas'. 
Ao despique, sai também para o ar o 'Bailinho da Madeira', a puxar pela 'malta'.
Logo mais, será a doer, na bancada.

APROXIMA-SE A HORA


4 MIL MARITIMISTAS
ÁS PORTAS DE COIMBRA





Embora em minoria clara face às dezenas de milhares de benfiquistas que assistirão logo à noite em Coimbra à final da Taça da Liga, cerca de 4 mil adeptos do Marítimo viajam nesta altura para o centro do país, para com as suas vozes afinadas mostrarem que a Madeira está bem presente no estádio.
Com a equipa concentrada exclusivamente nos preparativos para a grande final, os adeptos procedem aos rituais próprios destes acontecimentos: viagem com carros embandeirados a verde e encarnado, almoço pelo caminho e fôlego nos pulmões no estádio.
Quanto à caravana oficial dos verde-rubros à margem da equipa, com o presidente Carlos Pereira à cabeça, o grupo almoça neste momento (um quarto para as três) no conhecido restaurante da Mealhada 'Meta dos Leitões'. Entre dirigentes, acompanhantes e jornalistas, e além de Carlos Pereira, encontram-se Luís Miguel de Sousa, presidente da Assembleia Geral, o secretário regional da Educação Jorge Carvalho, João Luís Lomelino, Ricardo Sousa, Rui Adriano, Paulo Fontes, Eduardo Abreu, Bragança, João Alexandre, Rui Sá e outros nomes destacados da família maritimista.
Perto da mesa dos verde-rubros, almoçam deputados da oposição, também eles em viagem para Coimbra, com bandeira da Região e cachecóis do Glorioso Marítimo. Pelo menos Dionísio Andrade, do PND, está nesse grupo.
Depois da paragem de acompanhantes e apoiantes na 'Meta dos Leitões', será a vez da concentração dos futebolistas na 'meta dos Leões', no relvado de Coimbra, à caça das Águias da Luz, que esperamos seja bem rendível.
Depois da festa verde-rubra no estádio, após o jogo, as comemorações continuarão cá no Funchal, no regresso da caravana, com o trofeu da Liga ao alto. 
E não estamos a sonhar acordados.

Vamos a eles!


O MARÍTIMO FOI CAMPEÃO DE PORTUGAL
PRIMEIRO DO QUE O BENFICA







Amigos nossos simpatizantes de outros emblemas sorriem quando apostamos na vitória do Marítimo logo à noite em Coimbra, na Final da Taça da Liga. Ficamos sem perceber onde está a piada. Se é por causa dos resultados registados este ano entre os verde-rubros e o grande Benfica, pois manda a lógica interromper o ciclo da Águia. Porque, a jogar nessa jurisprudência, nunca mais valeria a pena o Marítimo enfrentar o adversário de hoje.
Não vemos mesmo onde está o espanto. O Marítimo até foi Campeão de Portugal 4 anos antes de o Benfica conseguir o almejado título.
Podemos recordar a listagem:

1922 - FC Porto
1923 - Sporting CP
1924 - SC Olhanense
1925 - FC Porto
1926 - CS Marítimo
1927 - Belenenses
1928 - Carcavelinhos
1929 - Belenenses
1930 - Benfica
1931 - Benfica

O Marítimo é um dos grandes de Portugal há muito tempo, como continua a ser. Logo, está na hora de o fazer lembrar ao mundo. E que bonito cenário das serenatas e do Mondego para incluir na sua História mais um título nacional!
O grande Benfica que tenha paciência, até porque já é campeão, mas hoje o dia nasceu verde-rubro e verde-rubro continuará pela noite dentro.   

SINGULARES DELIBERAÇÕES



O PLENÁRIO DE GOVERNO 
ESTÁ A SENTIR-SE BEM?

Mais uma vez reunido nas Angústias, o plenário de secretários regionais juntou-se e apareceu ao fim dos trabalhos com várias deliberações de que a comunicação social dará conta detalhadamente.
Mas, entretanto, gostaríamos de deixar pendentes duas ou três questões relacionadas com as referidas deliberações.

Poupar energia não atinge a Junta Geral de Sérgio?

1. Uma dessas deliberações lança o Programa de Eficiência Energética na Administração Pública, que por palavras simples significa promover a redução da despesa pública em energia nos serviços oficiais. Por palavras ainda mais simples, gastar menos luz nas secretarias e repartições.
Palmas. Mas... Íamos apostar que Sérgio Marques a primeira coisa que fez ao tomar conta da parte que lhe cabe da Junta Geral foi mandar tirar as lâmpadas 'fraquinhas' que mal iluminavam corredores e gabinetes, substituindo-as por luzes refulgentes, que retiram àquele palácio o aspecto de casa mal-assombrada! Em que ficamos? Poupar é só para os outros?

2. Outra deliberação considera que o União, ao sagrar-se vice-campeão da II Liga, ascendendo à I Liga Profissional, exaltou bem alto o nome da Madeira, pelo que merece um louvor público. Mas, ao mesmo tempo, o governo nega-se a apoiar com algo que se veja quem exalta bem alto o nome da Madeira!
Não discutimos se bem, se mal, mas... Raio de coerência.

3. Eduardo Jesus, assim que se viu indigitado para secretário regional, alardeou a aquisição para a sua Secretaria de Kátia de Carvalho, vedeta da Associação de Promoção da Madeira. Julgava-se que era por qualidades da escolhida que redundariam como mais-valias na Secretaria do Turismo, para que a promoção governamental do sector finalmente funcionasse ao fim de 30 anos.
Pois hoje mesmo o governo regional, em plenário, delibera transferir as competências do executivo em matéria de promoção turística... exactamente para a Associação de Promoção de onde foi levada Kátia para o governo. 
Digam-nos que não estamos 'pirados', por favor.

4. O conselho de governo deliberou ainda promover, a partir de 2016, integrado nas comemorações dos 600 anos da Descoberta da Madeira, um programa de 'acções e exposições' (sic) evocativas da vida e obra do poeta Herberto Hélder.
Não podemos dizer ou fazer muito sobre isso, a não ser deixar um pedido à posteridade: daqui a 600 anos, quando comemorarem a teoria de Herberto 'A faca não corta o lume', por favor montem um programa de 'acções e exposições' evocativas da vida e obra de Gonçalves Zarco nos bons tempos das caravelas. 

quinta-feira, 28 de maio de 2015



VOO EZY7608 EM CURSO

A 'seca' parece ter acabado na placa de estacionamento em Santa Cruz. Prevê-se uma aberta no aeroporto da Portela que permitirá aterragens dentro de hora e meia. Assim, os passageiros da easyJet já devem estar no ar, com o focinho do avião apontado à capital.
Boa viagem. 

Grande seca


TRÁFEGO INTENSO NA PORTELA 
PÕE PASSAGEIROS A SECAR 
DENTRO DO AVIÃO EM SANTA CRUZ



Os passageiros desesperam a esta hora (21.30) fechados no avião da easyJet na placa de estacionamento de Santa Cruz. O comandante já explicou a demora da descolagem: tráfego aéreo intenso em Lisboa e falta de pessoal naquele aeroporto para agilizar convenientemente as operações.
Consequência: o voo EZY7608, que deveria ter descolado às 21.10, só seguirá mais próximo das 22. Se aquilo na Portela se compuser, é claro.
Os passageiros entraram no aparelho por volta das 20.40, o que significa que estarão ali fechados mais ou menos o tempo que levará de viagem até à capital. O avião está cheio e entre as vítimas da 'seca' há um acelera de ralis, um ambientalista influente no património oficial e um deputado desalinhado que já foi jornalista.
Que o problema se resolva depressa e boa viagem.

Viagens (actualizado)



CAFÔFO NA CLASSE VIP
E JARDIM  NA ECONÓMICA

As interferências nas primeiras comunicações feitas pelo nosso K-Aéreo desde os 10 mil metros de altitude aqui para a parvónia obrigam-nos a rectificar e a completar a notícia. Começamos por desabafar: como as coisas mudam!












O avião da tarde Santa Cruz-Lisboa, que aterrou há cerca de uma hora na Portela, levou hoje para a capital figuras conhecidas da Tabanca. 
No luxo da classe vip, viajou o presidente da Câmara do Funchal Paulo Cafôfo, acompanhado pelo chefe de gabinete Miguel Iglésias. Chamaram-nos a atenção para a possibilidade de confusão de narizes. 
O próprio K-Aéreo, observando ser difícil baralhar o visual do edil funchalense, reconhece que aquilo lá em cima uma pessoa está sempre perturbada, de modo que... Mas que sim, era o autarca na classe vip, onde se refastelava também o chefão máximo de um órgão de comunicação social da Madeira.
Lá atrás, na geral do avião, seguia o ex-chefe do governo, Alberto João Jardim, porque agora não há passe para viajar à borla. Ao que isto chegou! Talvez a TV venha a tratar desse caso com a nova vedeta, de contrário será hora e meia de poços de ar e de tormento a dar autógrafos. 
Na turística, seguia também um antigo secretário regional dos Assuntos Sociais, Rui Adriano. 
Fénix, que sai do Funchal de ano a ano, e para ir a Santa Cruz ou a Câmara de Lobos, deseja um excelente passeio a todos. 

Vida Parlamentar


JPP trata de imunidade e exclusividade



O tema de destaque no encontro promovido pelo JPP foi o regime das exclusividades dos deputados. Os convidados Bruno Pereira, Carlos Pestana e Antonio Saleiro foram unânimes ao afirmar que este é um direito sem sentido. "Um presidente de câmara, um vereador a tempo inteiro não têm exclusividade" embora o seu trabalho seja em defesa do bem-estar da população.
Esta é uma  alteração urgente e necessária no Estatuto Politico-administrativo da Região Autónoma da Madeira pois um deputado "eleito pelo povo e portanto seu representante, não pode ter mais direitos do que as pessoas que o elegeram!", afirmou Elvio Sousa.
Outro assunto discutido foi o regime de imunidades que, fora única e exclusivamente o debate parlamentar, o JPP não compreende a existência desta regalia. O grupo parlamentar irá estudar já para a próxima semana um novo debate neste sentido.
O JPP, como movimento de bases, irá defender o principio constitucional da igualdade perante a lei sem distinção."

Texto JPP

Marítimo-Benfica em Coimbra



Texto PP

Vida Parlamentar


Proposta para venda da Quinta das Angústias origina pé-de-vento entre o PND e a Assembleia. Para o perceber, é só seguir os ofícios abaixo.




Lobos do Mar


FALSO ALARME A ESTIBORDO

É falso que a mulher do líder do PP-Madeira tenha acabado de entrar para os quadros do Grupo Sousa. Esse ingresso profissional deu-se, mas já tem algum tempo.















Foi ainda hoje que nos contactaram para falar da tal história da 'mulher de césar', no âmbito das habituais conversas e notícias sobre o delicado relacionamento entre partidos políticos e lobbies económicos. Tudo para chegarem ao essencial: que a mulher do chefe dos populares madeirenses, José Manuel Rodrigues, acabava de ingressar nos quadros do Grupo Sousa, força empresarial 'debaixo de fogo' nos últimos anos.
A conversa saiu com um arzinho insinuante a pôr em causa, percebemos isso, a independência entre o grupo económico em questão e o Partido Popular.
Fomos ver o que se passava, confiantes numa conclusão que nos permitisse corporativamente omitir esta situação que envolve o nosso Amigo e ex-colega Zé.
De facto, descobrimos a verdade: não houve nos últimos dias aquisição nenhuma, pelo GS, de quadros que tenham ligações a pessoas do PP. Mas também não podíamos ignorar o resto: que a cara-metade do chefe popular entrou há mais tempo no Grupo. Inclusive, chegou a sair por uns meses largos, para depois voltar ao serviço, onde se encontra nesta altura. 
Mas também não apurámos se se trata de trabalho efectivo ou de simples estágio, o que não é despiciendo no caso deste fait-divers.
Podemos classificar, pois, a informação de hoje como falso alarme a estibordo, ou seja, à direita, onde navegam lado a lado os populares e os donos do nosso mar.

Serras

VACAS NA SERRA: ALERTA IMPORTANTE


Não percebemos da matéria, mas o texto que se segue, chegado há pouco ao Fénix, é suficientemente esclarecedor quanto aos cuidados necessários e urgentes nas alturas da Madeira



"A foto que segue ilustra uma situação que ocorre na serra, na zona do Rabaçal, até quase aos Lamaceiros no Porto Moniz, assistida por todos quantos circulam naquela estrada. Centenas de vacas (e a manada cresce ano após ano) pastam naquela área, não obstante a retirada do gado ocorrida há anos ter, irremediavelmente, banido o pastoreio desregrado da serra. 
Todavia, o gado (ovino) que, pela nossa orografia, não tem condições para ser apascentado, viu a sua área de pasto a crescer naquela zona. Só naquela zona.
Acontece que, para os observadores mais atentos, as vacas alimentam-se de espécies endémicas, sobretudo da urze, na ausência de melhor pasto (a foto ilustra-o). A urze, para os desconhecedores, é parte da vegetação de altitude, é a mais importante espécie a revestir o solo, a prevenir da erosão, a captar a água dos nevoeiros e a criar condições para o surgimento de outras espécies, pelo microclima que oferece, pela formação de solo que promove, daí chamar-se de pioneira. 
A foto mostra as vacas a comer urze. 
Quem vai à zona do Rabaçal, da levada da D. Beija e imediações, observa que as urzes estão literalmente aparadas pela acção daqueles animais. 
Para além disso, parte das vacas estão lazarentas, apresentando um cenário indigno a quem nos visita, além de oferecerem perigo por andarem livremente na estrada. 
Pode não ser inocente a homenagem ao anterior director regional por parte de criadores de gado daquela zona. A investigar! Então como se explica que associações produtoras de gado homenageiem um timoneiro que foi dos maiores opositores do gado na serra? 
Fez as pazes com as associações de criadores de gado, ou a situação das vacas naquela zona oferece compensações a alguém? 
Quem é o dono das vacas? 
Em surdina, há quem afiance que 80% daquelas vacas são pertença do ex-director. Quem poderá averiguar? Até quando se irá permitir aquele pastoreio com gado ovino, comprometendo a regeneração da flora? Quem é que tem interesse na manutenção daquele gado? Penso que o Dr. Raimundo Quintal era a pessoa certa para denunciar aquela vergonha. Fica feito o meu desabafo, penso que o Fénix pode ter matéria aqui para denunciar mais esquemas à antiga, ainda persistindo nos nossos dias." 


 - Agradecemos o alerta e reenviamo-lo a quem de direito

Revista de Cabeleireiro


CARTA À CADELINHA 'SISSI'




Caríssima



Não vou começar por dizer, como certos ressabiados 'nova vaga', que a grande 'renovação' operada na Tabanca pintada de fresco foi a troca da gata 'Dama' pela cadelinha 'Sissi'. A rivalizar, talvez, com as mexidas nas carpetes, quadros e paredes do palacete.

Venho, sim, anunciar que por aqui também aderimos de alma e coração à 'renovação' determinada por decreto régio de Sua Alteza D. Albuquerque I.
Como gesto de boa vontade no âmbito da 'renovação', acabámos agora mesmo de despedir o K-Arara, que mandou uns tantos para o psiquiatra nos últimos anos, substituindo-o há 5 minutos por uma espia que dará pelo nome de código de K-Sissi, em homenagem a v. excelência, princesinha 'Sissi'.
Pensámos em transferir a K-Gira da Junta Geral para a Tabanca, porque, dados os tons claros que vieram adocicar o outrora castelo de Jardim, mobilizado para governar forte e feio, teria de ser uma escolha delicadinha. Mas em equipa que ganha - como K-Gira na JG - não se mexe. Os senhores aí por cima, querida 'Sissi', terão de suportar a K-Sissi, uma 'linguaruda' de fugir.
De nada valerão - aproveito para dizer - os esforços da assessora de imprensa de D. Albuquerque para saber se este visitante ou aquele não passa de um agente infiltrado do Fénix no meio das araras, como tem acontecido. Mesmo que fosse agente do Fénix, nenhum indivíduo o confessaria, a menos que Rui Abreu e Medeiros Gaspar o ameaçassem de um voo picado desde o alto das Angústias até à estátua do CR7.
A mensagem que trazemos a ver se a princesinha 'Sissi' transmite aos chefões das Angústias prende-se com a tão propalada mudança de estilo na maneira de governar. Não, não nos referimos ao aumento do número de Secretarias no executivo, muito menos à triplicação de adjuntos, assessores, chefes de gabinete, secretários, secretárias particulares, contínuos, comissões de apoio, e até cadelinhas novas. Isso já estava previsto nos propósitos eleitorais a favor do corte de despesas. Referimo-nos ao estilo-estilo. À forma de estar, de sorrir, de dar umas palmadas nas costas quando há mais intimidade.
No parlamento, a mudança não sofre contestação, como se viu nos debates do programa de governo. Agora no dia-a-dia do novo grande chefe é que 'a porca torce o rabo'. D. Albuquerque não pára de inaugurar! Mais: ele é recepções a clubes de futebol, ele é recepções a diplomatas, ele é encontros com autarcas monárquicos, é artigos de jornal, é abertura de jogos do regime, é entrega de diplomas a velhos PPD's, é visitas ao Mercado, sessões solenes nos concelhos que se julgava serem agora devolvidas ao poder local...
Uf!!!
Mudança de estilo em relação ao passado isto, caríssima 'Sissi'? Só se for para pior. 
E falávamos nós das veredas e tascas inauguradas ultimamente pelo sua excelência anterior!

Francamente, não estamos a ver um Passos Coelho ou um Vasco Cordeiro com uma agenda tão 'maneirinha' como a do nosso respeitado Monarca. E a governança, 'Sissi'?
Isto já chegou ao ponto de ter de ser o representante da soberania, Ireneu Barreto, a fazer frente ao primeiro-ministro, com reivindicações para a Madeira, enquanto Albuquerque se prepara para as fotos da visita do 'primeiro', na próxima semana. 
Sem querer tocar a finados, no tempo da 'outra senhora' era ao contrário: o representante ou ministro da República pendia para o lado de lá e o poder regional é que fazia barulho para reivindicar.


Governo-JM: um escândalo silencioso 

'Sissi' amiga, insisto: quando é que a governança começa a governar? Mas governar como deve ser. Sem truques. 
Já viu aquela de se resolver o problema do JM recorrendo a um gerente não executivo para integrar a nova administração e com vencimento zero? Sem custos para as contas do JM? 
Claro que sabe da tramóia, 'Sissi', desculpe lá. 
Sérgio Marques nomeia Paulo Vieira para fazer equipa com António Abreu na gerência do badalado JM (JM mais noticiado do que noticioso, por força das circunstâncias). Sérgio faz gala de anunciar que Paulo Vieira não vai receber nada, para o povinho se julgar livre de despesas. Mas, poucos dias depois... 
Diachos! 
Não é que, despacho n.º 49/2015 de 26 de Maio, Sérgio descobre que "se torna necessário proceder à designação do licenciado em Organização e Gestão de Empresas Paulo Jorge Teixeira Vieira para exercer funções de técnico especialista designadamente no domínio específico das matérias económico-financeiras do gabinete do secretário regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus"?! 
Sério? É mesmo necessário? Nomeie-se então, qual o problema?! 
Pois, mas... é que o quadro necessário para o gabinete de Sérgio não é outro senão o mesmo Paulo Vieira que Sérgio mandou trabalhar à borla no JM! 
Caramba! E agora?!
Só não há remédio para a morte. Se o governante nomeou o gerente ideal, a título gratuito, para o JM, e agora repara que precisa de um quadro que bate direitinho com o primeiro, então o homem terá de fazer o sacrifício de se desdobrar em dois e trabalhar na Junta Geral e na Fernão de Ornelas.
Tudo se resolve: Paulo fica junto do gabinete do patrão Sérgio e faz o duplo trabalhinho ali mesmo. Recebe um dos ordenados sonantes equivalentes a técnico especialista e então que faça de bom samaritano no jornal das 4 Fontes, gratuitamente.
Já agora, caríssima 'Sissi', o executivo António Abreu, que não largou Sérgio na campanha das internas no PSD, fica a trabalhar junto de ambos, Sérgio e Paulo - na Junta Geral. Tudo malta fixe.
É verdade que o número 2 de Albuquerque fugiu nos debates do programa de governo a falar de medidas para o JM, alegando que isso seria com a nova administração, não com o secretário. De maneira que ambos os gerentes estão ali com ele, de sol a sol, mas não o incomodem com perguntas sobre o futuro do azarado Jornal. 
Se puder, cara 'Sissi', diga aí por cima na Tabanca que nós por cá, todos bem.

Com uma festinha no pêlo, assina


Um dos explorados e reformados trabalhadores do 'Fénix', onde se 'averga o serrote' executiva e gratuitamente só com uma personagem a olhar por nós, Maria Luís Albuquerque 

ALÔ, ENGLAND!


MÁRCIO AMARO VAI ARRASAR
LONDRES E ILHAS DO CANAL




O conhecido cantor madeirense Márcio Amaro tem programada uma longa tournée por terras de Sua Majestade, com o primeiro espectáculo a decorrer já amanhã, sexta-feira, no restaurante português 'O Saloio', em Hounslow, pertíssimo do Aeroporto de Heathrow.
Depois, será 'sempre a abrir', conforme o programa que se segue: 

- 30 de maio, Casa Madeira em Embankment, Lambeth 
- 31 de maio, festas do Espírito Santo da Comunidade Católica Portuguesa em Crawley
- 6 de junho, no Myfair Hotel na ilha de Jersey
7 de junho no restaurante A Cabriz, na ilha de Guernsey
- 13 de junho, no Leo's Tapas em Crawley, Londres
- 14 de junho nas comemorações do dia de Portugal, novamente no restaurante 'O Saloio'

A marcar já na agenda, senhores das Ilhas do canal: o artista madeirense dará outros 3 espectáculos na megafesta dos portugueses em Jersey, lá para finais de Agosto.
A não perder!

Autarquias


Novo parque infantil no Santo


O presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz preside, na próxima segunda-feira, dia 1, pelas 16 horas, à inauguração do novo parque infantil do Santo da Serra. A estrutura, que será simbolicamente inaugurada no Dia Internacional da Criança, resulta de um investimento conjunto da Junta de Freguesia de Santo António da Serra e da Câmara Municipal de Santa Cruz, com a cedência dos equipamentos por parte do INATEL.
Além da instalação do parque, toda a área circundante foi melhorada, resultando na recuperação de um espaço que se encontrava bastante degradado.



Texto CMSC

Produtos da Madeira

APOIAR O QUE É NOSSO


A Madeira tem condições excepcionais para produzir produtos para exportação e consumo interno, mas é preciso criar condições que estimulem a produção e a procura. A ideia de José Manuel Rodrigues, líder do CDS/PP, foi “semeada” no sítio da Caldeira, em Câmara de Lobos, zona de socalcos agrícolas, onde apresentou a proposta que o seu partido entregou na Assembleia Legislativa da Madeira (ALM) de incentivos aos sectores da restauração e hotelaria que consumam produtos da Região.
Os apoios financeiros a conceder contemplam a produção regional ou os produtos transformados na Região. A lista é extensa: começa nos produtos hortícolas, frutícolas e vitivinícolas, passa pela floricultura, pescas, pecuária. “Precisamos de incentivar a hotelaria e restauração da Madeira a adquirem o que é nosso”, simplificou o líder da Oposição.
A proposta é transversal a vários domínios da economia regional, como a agricultura, pescas, pecuária, mas também a restauração, hotelaria, turismo, ambiente e serviços. José Manuel Rodrigues acredita que por ser tão abrangente e garantir o escoamento dos produtos, é um instrumento vital para animar setores que estão em declínio, ajudar a revitalizar a economia, criar novos postos de trabalho e cuidar da paisagem da Madeira, tão essencial à imagem turística. Rodrigues lembrou que apoios semelhantes estão em vigor em outras regiões da Europa e por isso não vê razões para sermos diferentes.
Outra proposta complementar, que também deu entrada na ALM, pede ao Governo Regional que reduza os custos com os factores de produção, adubos e pesticidas mas também os transportes, que para os produtores madeirenses representam mais 30% do que para o continental ou açoriano.


Texto e fotos: PP

Viagens à Rússia, Venezuela, Timor... O nosso Kapta-Tudo parece insinuar que a Câmara está feita uma agência de viagens para consumo interno. Que quer dizer a crónica que vamos ler aqui e agora? 


Consideramos explicado o porquê de o Senhor Presidente Paulo Cafofo ter antecipado a inauguração das festas do Funchal (de sexta para quarta). O Iéltsin do Funchal vai com o Sr. Vereador Miguel Gouveia para a Venezuela em viagem de luxo logo após aterrar nos passos do município vindo da Rússia. As más línguas dirão que foi à Rússia em lazer, isto porque ninguém sabe que precisamos mandar um insignificante figurante de campanha de pasta de dentes à Rússia captar turistas. 

Madalena Sacramento, outra mui importante figura dos paços do concelho (não confundir com os tristes dos pombos, não vá entrar na mesma leva de abate) entrou a trabalho. Uma semaninha em Gibraltar no bem bom é trabalho duro! Dizem que foi ver como os ingleses gerem uma off-shore, isto porque o Toco tem muito potencial.

Domingos Rodrigues, o mais conhecido campista do Funchal, parece que precisou de arejar o mofo (e ranço) do gabinete e foi até Timor uma semaninha.

----entre viagens----

Houve tempo para umas belas de umas jantaradas no Zarco em S. Gonçalo e no Chalet Vicente na Estrada Monumental. Claro que tudo pago por alguém. Hum hummm...

---- Viagens Parte 2----

Domingues Rodrigues, recém chegado das terras do Xanana, arranca para Lisboa. Depois, segue para a Rússia porque parece que o Presidente Cafofo deixou umasvodkas por pagar.

Por outro lado, o Sr. Presidente mal terá tempo de arrumar as meias na gaveta mal chegue da Venezuela. Não é que o peste arranca logo para Timor?! Parece-nos, mais uma vez, que o Vereador Domingues Rodrigues deixou umas tua sabus por pagar numa tasca em Dili.

Muitos milhares de euros que a CMF não pode, por lei, pagar. Mas calma, faz-se umas parcerias com o DNotícias e a historia muda de figura, porque o dinheirinho não sai das contas do município. Esta parceria entre o DNotícias e a CMF parece-nos uma bela de uma PPP - Pago Para Passear.

(O raio do Diário até deixou de noticiar toda a porcaria que vai na gestão daquela Câmara. Até arriscaríamos a dizer que o argumento de não acabar com o JN é forte, dado o (des)enrolar da concorrência)

Por último, adoramos o facto de o Sr. Presidente Paulo Cafofo ter exigido forma de pagamento mais ágil para despesas  urgentes, como um café na zona velha ou uma poncha da barreirinha......Venha o cartão de crédito do município com plafond de milhares de euros (embora tais mecanismos estejam proibidos pelo governo central)!

P.S.: As despesas de representação são outro filme.

Kapta tudo

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Treinador


UNIÃO QUER PAULO BENTO



O antigo seleccionador nacional Paulo Bento é o nome ventilado entre os responsáveis unionistas com vista à próxima época.
Consumada a saída de Vítor Oliveira, o clube azul-amarelo já sonda o mercado de treinadores, mas logo à partida o nome mais cobiçado é o de Paulo Bento.
As decisões nessa matéria avançariam já não fora o impasse de ontem na assembleia geral da SAD. António Lopes, com perto de 30% das acções da sociedade, não abre mão do direito de ter um elemento da sua confiança no conselho de administração.
O assunto terá de ser resolvido em Junho. Entretanto, sonha-se com Paulo Bento de emblema azul-amarelo ao peito.

DEU UM NEGRO


TRANSMISSÃO EM DIRECTO
FICOU PELO CAMINHO



A televisão pública está engatada. A RTP-Madeira, cujos responsáveis engataram na desculpa da falta de meios, também engatou numa fiada de chatices sem fim.

Ao fim desta manhã, aconteceu nas Angústias. Carro SNG colocado em posição de fazer o directo, apoiado pelos demais carros. Quatro profissionais em posição de combate. Satélite garantido. Que acontecera? Miguel Cunha queria dar em directo a recepção de Albuquerque ao novo primodivisionário União?
Desta vez, quem encomendou o serviço foi a RTP-Informação, lá da Marechal Gomes da Costa, na capital do reino. Como tanto espavento fizeram com o Tondela, convinha não esquecer o clube azul-amarelo da Madeira.
Só que... passou um negro pela cabeça dos chefes da programação da RTP-Informação. Marcaram vários directos para a mesma hora. Assim, como estava no ar a homenagem de Cavaco Silva ao desporto nacional e agraciamento aos olímpicos e paralímpicos, havia transmissão a partir do antigo edifício do Museu dos Coches.
Como interromper essa cerimónia para meter Filipe Silva a falar dos seus jogos nos Barreiros? 
A coisa no Museu dos Coches arrastou-se e Miguel Albuquerque recusou-se a esperar pela sua vez de entrar em antena, porque, pensamos, não está para aturar loucos e às 3 da tarde tinha de receber o embaixador da República Checa. Como não estava afim de trocar o almocinho por um directo, pisgou-se.
E fez bem. Depois do Museu dos Coches, havia conferência de imprensa do Benfica, também com directo. 
De modo que ficou tudo pelo caminho. Aparato de carros, profissionais, satélite... e imagem.
Fica para quando o União repetir a proeza.
(Bolas, Dr. Filipe Silva, saiu!)

Homenagem


Recepção nas Angústias a correr agora. O presidente do União discursa sobre a subida à I Liga. Falará dos custos inerentes à utilização dos Barreiros? Pela foto, o governo ganha por 3-2.



Foto Gregório Cunha

'Renovação' da Bola


APARATO TELEVISIVO NAS ANGÚSTIAS

K-Arara já contava com transmissão em directo, mas até agora (12.05), nada. 
Fotos Gregório Cunha 
Os jogadores do União, descontraídos, antes da recepção.

O presidente do governo recebe nesta altura o plantel do União da Bola, clube que acaba de se guindar ao mais alto patamar do futebol nacional. Então, segundo nos relata o nosso K-Arara, invejoso com o destaque mediático dado ultimamente à cadelinha Sissi, assiste-se a um aparato de carros da RTP como se estivesse a chegar o nosso Cristiano Ronaldo.
Mas a verdade é que a RTP-M não está a fazer transmissão em directo. Há truque na manga.
Em todo o caso, o nosso agente secreto na presidência, que escapou à purga operada quando da mudança de rei da Tabanca, os futebolistas do popular clube azul-amarelo não compareceram às Angústias com o tradicional fato-treino, mas à civil, digamos assim. 
Será que Albuquerque irá prometer pagar ao Marítimo para o União utilizar os Barreiros? Se o fizer, não conte com o secretário regional Jorge Carvalho para concretizar a promessa, já que o homem da Educação esclareceu sem papas na língua: o que faltava era o governo andar a tratar de jogos de futebol!
E com razão deixou esse aviso.

Postal de Canárias




Buenas, Señor Calisto.

Não esperei pelo Armas do Sr. Albuquerque e pisguei-me para Gran Canária pela SATA, onde não deixo de receber uns updates da maior Câmara da Madeira.
Gostei da carecada que o Sr. Calisto pregou naquele K da intriga, que tanto bate no Fofinho da Câmara e na Mudança. Um K que se preze tem que ter actualidade irrepreensível, à prova de qualquer deslize.
Dizem as más línguas daí do burgo, que o Fofinho do PS anda a meter os restantes autarcas no bolso. Ou seja, o apoio que lhe falta em número, ele contorna na distribuição do vulgo tacho. Uma técnica sobejamente conhecida, mas que a gente pensava ser exclusiva da tradição do laranjal.

Como o Sr. Calisto sabe, aquela Mudança tem quatro partidos: PS+MPT+PTP e BE, visto que o PND saltou borda fora daquele carrocel onde jamais deveria ter entrado.

O Fofinho infestou PS naquela Câmara desde os gabinetes de assessoria e apoio, secretariado e na Frente-Mar. Depois seduziu militantes do BE na recondução de tachos e criação de outros, para além da transformar um mandato de suplente numa reedição dos piores momentos da Rainha de Inglaterra parlamentar e na exploração da memória dum histórico da UDP, que nunca se venderia como os seus sucessores.O PTP está refém dos seus próprios deputados e nem o Coelho tem mão neles. Mesmo depois de perderem a sua vereação, e verem o seu líder a escarnar do desbulho municipal que está à vista de todos, os seus deputados permanecem anestesiados e subjugados ao porreirismo socialista de inspiração Freitista.
O PND camarário depois da traiçãozinha do Welsh na viabilização do Orçamento autárquico, foi substituído pelo Baltasar, sinal de que nem o PND está imune aos encantamentos, pois já sabe que para aqueles queques endinheirados, o tacho é um degrau muito baixo para as suas grandiosas aspirações imobiliárias. O Fofinho seduziu um operacional do PND, que habituado a não fazer nada além de pregar o falso catolicismo entre vapores etílicos, foi para fotógrafo da Junta de São Gonçalo e viu a sua irmã que também trabalha na CMF, ascender a chefe.
Já aqui li que o líder do MPT, deputado municipal na Coligação Mudança, foi absorvido pela CMF para trabalhar na área social.
Agora foi a vez duma outra deputada municipal do CDS com ligações de proximidade ao líder regional do CDS, que foi igualmente absorvida pelo sector empresarial da autarquia, neste caso pela Empresa Municipal Frente-Mar.

Estamos a meio do mandato e isto já está assim.
Deixo desde as cálidas areias de Maspalomas, a seguinte reflexão:
Qual foi a escola política do Sr. Fofinho?
O Sindicato dos Professores?
O desaparecido Vitinho?
Ou o PSD-Madeira no seu mais abjecto caciquismo?

K-Kanárias