domingo, 17 de dezembro de 2017

Bagunça rumo a 2019





QUATRO



Durante a campanha das autárquicas, a estratégia da Confiança foi desviar as atenções da pobreza franciscana do cafofismo para a plataforma do desgoverno. Alguém falava no exagero da propaganda espatifada pela LPM, eles falavam do ambulatório. Alguém criticava as misérias da mobilidade no Funchal, eles diziam que havia uma casa de banho avariada nos Marmeleiros e que por causa disso estavam a morrer doentes. Por mais que se dissesse que falassem de autárquicas e deixassem o desgoverno para a oportunidade futura, pois o paleio deles não saía da falta de pensos na Saúde do Albuquerque e das listas da morte na Saúde do Albuquerque.

sábado, 16 de dezembro de 2017


Juvenal Silva, Nivalda Gonçalves e Joaquim Marujo são os novos presidentes das Concelhias da Ponta do Sol, Ribeira Brava e Santa Cruz

O PSD elegeu no final desta semana os novos presidentes das Concelhias da Ponta do Sol, da Ribeira Brava e de Santa Cruz.
À frente da Concelhia da Ponta do Sol ficou Juvenal Silva, e da Concelhia da Ribeira Brava Nivalda Gonçalves. Joaquim Marujo foi o escolhido para presidir a Concelhia de Santa Cruz.
Nos órgãos das concelhias têm assento os presidentes das Comissões Políticas de Freguesia, os primeiros eleitos às Juntas de Freguesias, o primeiro eleito à Câmara Municipal, o primeiro eleito à Assembleia Municipal e os deputados eleitos dos respetivos concelhos. As Concelhias contam ainda com um representante da JSD/M e um representante dos TSD/M (Trabalhadores Sociais-Democratas).
Texto: PSD


Natal em S. Roque

A Junta de Freguesia de São Roque promove a Feira de Natal local, que vai decorrer amanhã, domingo, no Largo do Miradouro entre as 08h00 e as 17h00.

Iguarias regionais típicas da época natalícia como o bolo de mel, as broas, os licores e o bolo do caco, são alguns dos produtos que os feirantes vão disponibilizar às centenas de pessoas que se deslocam anualmente a esta Feira de Natal em São Roque. A animação musical não vai faltar numa festa que já é uma referência no concelho do Funchal.

Bagunça rumo a 2019






TRÊS


Agradeço as muitas pistas que os Leitores me passaram para superar a falta de temas nesta nova secção. Infelizmente, a pista que recolhi para hoje deixou-me na dúvida sobre se não teria sido uma partidinha de Natal, como os diabinhos, os beijinhos e os ratinhos de outrora. 
Eu tinha aflorado aqui as boas relações da câmara cubana com a imprensa lava-tudo, sempre Pelas Pessoas, como se sabe. Então, um comentador do Fénix apressou-se a dar-me uma ideia inspirada naquela: rever os telejornais mais recentes da RTP-M e dizer alguma coisa sobre o assunto. 

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017


OS DISPARATES DE MIGUELITO

Miguelito, o feiticeiro das finanças municipais, meteu água. Esqueceu-se do cumprimento dos devidos trâmites e pôs em causa a obtenção da receita fiscal. O DN, seu apaniguado, veio pressuroso falar coligação negativa, obnibulando o facto de ter havido omissão de formalidades exigidas pelos regulamentos municipais. Miguelito não cumpriu o exigido. A fama que estava a tentar construir de impecável mestre de finanças foi-se por água abaixo, à conta de um erro primário. Shame on you, Miguelito.

João Barreto

'Confiança' votou contra Proposta de Recomendação 
pela Segurança do Monte


Idalina Silva, deputada municipal do PSD, apresentou hoje, na primeira Reunião de Assembleia Municipal do Funchal, uma Proposta de Recomendação pela Segurança do Largo da Fonte e da População da freguesia do Monte.
A proposta mereceu os votos favoráveis de todas as forças partidárias, com exceção da Coligação Confiança que votou contra a intervenção no Largo da Fonte e terrenos adjacentes.

PSD quer salvaguardar cumprimento da lei 
na Câmara do Funchal

Em nome da legalidade e pela salvaguarda da legislação municipal, o PSD votou esta manhã, na reunião inaugural da Assembleia Municipal, a favor da retirada de dois dos pontos que o executivo inscreveu na ordem de trabalhos.
Em causa, está o desrespeito por parte da coligação Confiança dos prazos legais para a inscrição de pontos na ordem de trabalho na Assembleia Municipal, o que colocaria em causa a própria legalidade desses atos e votações: Pacote Fiscal e novo Mapa de Pessoal da Autarquia.

Jantar Natal In(Ex)clusão


Mais um Natal se aproxima e os famosos jantares de Natal também. E, para manter a tradição dos últimos 2 anos a SRIAS promove o jantar de Natal só para os funcionários mais próximos e para os dirigentes. Será que em 2018 a Secretaria da Inclusão assumirá o seu papel de Secretaria da Exclusão?


KT


PS - Hum...

Bagunça rumo a 2019





DOIS

Há meia dúzia de horas, inspirado nas 'notas do dia' do Carlos Pereira e nas 'cartinhas' de Emanuel Câmara ao Pai Natal, decidi materializar uma ideia que vinha do tempo das 'opiniões' metafísicas de Albuquerque e das crónicas de 4.ª classe pespegadas por Cafôfo. A ideia consistia em aparecer também com um escrevinhanço regular para fazer prova de existência. O que eu não imaginava era que, logo ao segundo dia, me faltasse assunto. Ontem e hoje, não vejo carta da nossa Lebre do Norte ao Pai Natal. E as notas do dia de Pereira deixam muito a desejar. 

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

PTP propõe Voto de Protesto



Em causa a recusa de Cafôfo em responder no Parlamento 
sobre as 13 mortes no Monte


Voto de Protesto - contra a atitude desrespeitosa do Sr. Presidente da Câmara Municipal do Funchal em não prestar esclarecimentos a uma comissão da ALRAM

Foi com um misto de estupefação e grande indignação, que os deputados da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira receberam uma missiva, datada de 22 de novembro de 2017, do sr. Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Prof. Paulo Cafôfo, anunciando que não iria prestar declarações à 5.ª Comissão Especializada de Saúde e Assuntos Sociais, relativas à queda de uma árvore, na freguesia do Monte, e que vitimou 13 cidadãos no passado mês de agosto.

Governo aposta na renovação 

e valorização da administração pública



O Grupo Parlamentar do PSD destacou hoje que, tal como está plasmado no Orçamento da Regional para 2018, o Governo Regional "vai renovar e valorizar a administração pública".
Numa conferência de imprensa, realizada na Avenida Zarco, o deputado José Prada salientou que serão adotadas "medidas concretas para beneficiar os funcionários públicos". Uma delas é o início do processo do descongelamento das carreiras, com um impacto orçamental de 5,6 milhões de euros. 



PTP apresenta Projecto de Resolução 
para uma melhor gestão 
e segurança das levadas da Madeira    

A representação parlamentar do PTP, na Assembleia Legislativa da Madeira, apresentou hoje em conferência de imprensa uma Proposta que visa "uma melhor gestão e segurança dos percursos turísticos das levadas da Madeira".

Raquel Coelho mostrou-se preocupada com o número crescente de acidentes e vítimas mortais que têm ocorrido nos trilhos das levadas e acusa o Governo Regional de "assobiar para o lado, numa matéria tão importante e que põe em causa a imagem e o destino Madeira".

CMF desconhece como atribuir verbas
anunciadas às Instituições 
de cariz artístico e cultural


Os vereadores do PSD na Câmara Municipal do Funchal questionaram hoje, durante a Reunião de Câmara, o presidente da Autarquia sobre o investimento de 109 mil euros, destinado a instituições que desenvolvem atividades no âmbito artístico e cultural.
O presidente da CMF admitiu que as verbas anunciadas não foram atribuídas, desconhecendo ainda se a Autarquia pode atribui-las. Isto mesmo foi avançado esta tarde pela Vereadora, Joana Afonso, durante uma conferência de imprensa, que aconteceu após a Reunião de Câmara.

REVISÕES E ALDRABICES 

João Barreto 

Estamos fartos de que as auditorias conduzidas por empresas de revisores de contas XPTO nunca detetem nada de anormal antes dos casos de má gestão e dissipação de dinheiros públicos serem revelados. A obrigatoriedade de intervenção dessas empresas de auditoria e revisão de contas terá, forçosamente, o objetivo de assegurar, a título preventivo, que a gestão e as contas das entidades auditadas, as quais gerem dinheiros públicos, ou seja, dos contribuintes, observam as regras legais e têm como desígnio a satisfação de necessidades públicas. 
O que observamos sistematicamente é que os Revisores Oficiais de Contas e os conselhos fiscais nunca sabem das falcatruas e outras aldrabices que são cometidas até ao dia em que as mesmas são tornadas públicas. Estiveram distraídos? Foram enganados? Estiveram a ser pagos (e bem pagos na maioria dos casos) para quê?

Garantir mais justiça Social na Região



Os madeirenses e portossantenses são confrontados, com a taxa de desemprego mais alta do país, com o agravamento de situações de pobreza e exclusão social, com a diminuição dos custos de do trabalho, ou seja, existe um crescimento económico, que é propagandeado pelo Governo Regional que não está a ser revertido para a valorização do trabalho e dos trabalhadores e dos rendimentos da generalidade das famílias. Esta realidade acontece porque o Governo Regional está subjugado aos interesses dos grandes grupos económicos e por isso não vai buscar receita a quem mais lucra com a exploração dos madeirenses e portossantenses e com a exploração dos recursos do nosso arquipélago, para fazer face aos problemas estruturais da Região.


Distintíssimas

João Barreto

Na última escandaleira que assolou o país avultou a distintíssima lata da senhora presidente de uma IPSS que a usava a seu bel-prazer para comprar vestidos, gambas, carros de luxo e quejandos e, por cima, auferia um salário milionário ao qual juntava despesas várias e os vencimentos do seu agregado familiar.
A questão a abordar não é o que foi revelado pela TVI e demais órgãos de comunicação social. Tarde ou cedo, os órgãos de justiça lá chegarão e farão a justiça que se impuser. Lá estaremos para avaliar o trabalho que fizerem, se o fizerem.

Bagunça rumo a 2019





UM


A 48 horas do arranque das missas do parto e a 36  dias das eleições internas no PS-M, respira-se algum desanuviamento na Praça Amarela. O candidato à liderança Emanuel Câmara facultou ao JM a cópia de uma 'cartinha' que escreveu ao Pai Natal e os analistas políticos começam a divulgar as conclusões das suas leituras. Por um lado, segundo eles, Emanuel começa a abrir-se um pouco ao diálogo. Dirigir-se ao Pai Natal já é um sinal a festejar. 

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017


Atletas paralímpicos continuam 

sem ter bolsas iguais a olímpicos


No passado dia 24 de Novembro, o PS chumbou na Assembleia da Republica a proposta do BE, com a abstenção do PSD, que previa a equiparação dos valores atribuídos nas bolsas aos desportistas paralimpicos, confome a tabela em anexo, o que originou uma enorme desilusão do universo paralímpico.

O Milagre da multiplicação
das contas da CMF

A Câmara vai investir 5, 10 ou 20 milhões no “Programa Amianto 0”? Vai alojar novos moradores ou realojar aqueles que vivem sob tetos com fibrocimentos?




Miguel Costa


É com verdadeira satisfação que vejo o novo conjunto habitacional dos Viveiros patrocinado pela Câmara Municipal do Funchal tomar forma. 
A pedra lançada por Paulo Cafôfo e por António Costa já se multiplicou e o prédio associado ao Programa “Amianto 0” cresce, tal como cresce o pequeno bloco de apartamentos na Quinta Falcão.

A mulher de César


“30 mil euros para o Diário de Notícias” ¹ foi a comparticipação financeira que o Conselho do Governo resolveu conceder, em 30 de novembro de 2017, tendo em vista a participação em feiras e exposições com o intuito de promover a Madeira enquanto destino de Turismo desportivo, em 2017.

Despertada a curiosidade, decidi analisar se o apoio concedido pelo governo regional corrompe os bens morais e cívicos aos quais se deve dedicar um jornal. Decidi, também, analisar se a publicação regular de suplementos publicitários, onde o Diário de Notícias funciona como uma barriga de aluguer, viola a legislação em vigor ou corrompe bens sociais, pois além de dar à luz a sua informação, dá à luz a propaganda política de terceiros. 

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

O fim da Autonomia



Cafôfo, o aliado da Geringonça 
que discrimina os madeirenses




Miguel Costa


A Autonomia da Madeira foi um caminho tortuoso – ao que posso imaginar. Não conheci outra realidade que não fosse esta: a Madeira Autónoma.
Um dia contaram-me que antes da Autonomia os madeirenses não eram bem portugueses e que a Madeira não era bem Portugal. A Madeira era uma espécie de colónia e os madeirenses eram uma espécie de colonos.
Um dia contaram-me que para viajar para o Continente era preciso uma autorização especial, embrulhada em burocracias. Ouvi dizer que, ao regressar do Continente, os madeirenses tinham que pagar uma taxa sobre qualquer produto que comprassem em Portugal. 

Um presente sempre mágico




UM ORÇAMENTO AO SERVIÇO DOS BANQUEIROS 
E DOS GRANDES GRUPOS ECONÓMICOS 



O Grupo Parlamentar do PCP realizou hoje uma conferência de imprensa para abordar alguns aspectos do Orçamento da Região para 2018, relacionados com a política fiscal.
Declaração do deputado Ricardo Lume:

A proposta de Orçamento da Região para 2018 apresenta retrocessos que demostra o empenho do Governo Regional em garantir mais lucros para a banca, em vez de arrecadar receita para dar resposta aos problemas sociais que afectam a população da Região. A proposta de Orçamento que retira verbas às funções sociais, e a mesma proposta que isenta os bancos da contribuição sobre o sector bancário.

Carlos Pereira (PS) - Nota do dia


1- A bagunçada que o voo extraordinário para estudantes está a provocar é bastante elucidativo do estado do governo regional. Alertei para as injustiças e para o perigo de fazer política de fogacho...


2- A entrevista do actual Vice Presidente na RTP Madeira tem de deixar qualquer madeirense à beira de um ataque de nervos: foi uma verdadeira viagem ao passado e ao mundo maravilhoso dos investimentos rodoviários da dupla Jardim/ Ramos. 

CMF apoia associações
...do Continente!

Esta foi metida assim devagarinho para ver se passava despercebida. O patusco do nosso Mayor Cafofo é impagável, e agora que está com o rei na barriga é um fartote. Anuncia que vai investir em programação cultural 100 mil euros. A talho de foice sugere que diversificou a clientela para apoiar várias associações, ao invés de apoiar apenas uma. Acontece que mais de metade dos apoiados/contratados são do Continente!! Esta contratações culturais continuam a ter o mesmo cheiro a esturro que levou o Ministério Público a abrir uma investigação à Câmara por alegados pagamentos encapotados que se destinariam na realidade a pagar propaganda e viagens. Já dizia aquele do Porto: Inbestigue-se! 
JG

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017


Raríssimas em Lisboa
FREQUENTÍSSIMAS na Madeira

Uma associação nacional para deficientes mentais e  patologias "raras" recebeu quase um milhão de euros anuais que geriu principalmente  para proveito da sua gestora. A associação foi fundada há quinze anos e só agora rebentou o escândalo. 
O esquema é o habitual: acordos de cooperação, parcerias público-privadas, subsídios, apoios eventuais, contratualizações, externalizações, peditórios, comparticipações...
Pode até ser um fenómeno raríssimo no rectângulo, mas por aqui é mesmo FREQUENTÍSSIMO.


O Centeno da Madeira?




Cláudio Aguiar

A propaganda Cafofiana agora prega por aí que o Eng.º Miguel Gouveia, atual Vice Presidente da CMF e Vereador das Finanças e Obras Publicas, é o “Centeno da Madeira”, isto porque ao que parece corrigiu as contas da Câmara, que segundo a mesma propaganda, foram deixadas em muito mau estado por Pedro Calado, ex vereador com o respetivo Pelouro das Finanças do executivo PSD 2005/2013 na CMF, e atual Vice Presidente do Governo Regional e Secretário Regional das Finanças. 

Conselhos jurídicos (gratuitos)


Aos expulsos do PSD-R venho recordar a existência de Doutrina jurídica interna que é susceptível de consideração. 
Com efeito, ao nascer o PSD-R, os então já expulsos pelos mesmos motivos de agora, foram readmitidos. Um, até, premiado com lugar de Secretário Regional. 
Para já não falar dos totalitários anti-Social-Democracia e anti-Autonomia, que tiveram tacho e foram condecorados!… 


Funchal, 11 de Dezembro de 2017

Alberto João Cardoso Gonçalves Jardim

JPP recomenda reforço de ajudantes domiciliárias 
e de assistentes operacionais

A deputada Patrícia Spínola deu a conhecer dois diplomas do grupo parlamentar do Juntos pelo Povo (JPP), intitulados: “Recomenda ao Governo Regional que contrate assistentes operacionais para o SESARAM" e "Recomenda ao Governo Regional que aumente a capacidade de recursos humanos nos Serviços de Apoio Domiciliário, com reforço de ajudantes domiciliárias".

Internas no PS-Madeira


Carlos Pereira 'dá a volta'
em Câmara de Lobos



Mais de 150 militantes socialistas conviveram ontem num jantar em Câmara de Lobos organizado por apoiantes de Carlos Pereira, recandidato à liderança do PS-M nas internas de 19 de Janeiro.
Depois do afastamento em relação às forças pereiristas de Amândio Silva, operacional influente na concelhia camaralobense, o qual declarou então apoio a Paulo Cafôfo e a Emanuel Câmara, os adversários de Carlos Pereira mobilizaram-se para uma estocada final no concelho em causa. É voz corrente em Câmara de Lobos que Cafôfo e Câmara, fortemente complementados por Miguel Iglésias e Victor Freitas, avançaram com vários ataques propagandísticos no concelho, com multiplicação de promessas de emprego por todo o lado aos votantes e gerações seguintes.








Fantasiar para não sofrer





Gil Canha

Para a semana, a Assembleia Legislativa da RAM irá discutir o orçamento para o próximo ano, sendo a nossa monstruosa dívida o tema central da discussão parlamentar, já que condiciona todo o resto. Para explicar melhor este drama com rasgos de hecatombe, só os custos com o serviço da dívida levam 607 milhões de euros anuais, para uma previsão de receitas no valor de 850 milhões de euros.  Para ser mais explicito, quase 80% daquilo que os madeirenses pagam dos seus impostos é para alimentar este tenebroso “bicho papão”, criado e medrado pela tresloucada governação jardinista. 

sábado, 9 de dezembro de 2017


Orçamento para 2018 contempla primeira redução

da taxa de IRC



Na continuidade das iniciativas que estão a ser realizadas no âmbito da discussão do Orçamento da Região para 2018, o grupo parlamentar foi hoje ao Caniçal para falar da descida taxa do IRC, um processo que, segundo o deputado Élvio Encarnação, "se está a iniciar e é mais um compromisso do Governo Regional que, em 2015, disse que iria reduzir a carga fiscal”.

JPP condena subida do preço da água para aumentar rendimentos dos acionistas da ARM


O Juntos pelo Povo (JPP) esteve esta manhã no Caniço, junto ao reservatório do Livramento para alertar para os dados do estudo económico-financeiro da Águas e Resíduos da Madeira (ARM), que refere a intenção de proceder ao aumento das tarifas da água nos diferentes municípios da Região.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Jantar natalício do Laranjal


PSD/M apresenta-se
às eleições de 2019
com todas as promessas cumpridas

Em 2019, quando o PSD/Madeira se apresentar perante os madeirenses para as às eleições regionais desse ano, vai apresentar-se com todos os compromissos eleitorais cumpridos.
A garantia foi deixada ontem à noite pelo presidente do partido, Miguel Albuquerque, que mostrou-se convicto numa nova maioria absoluta social-democrata.
“No dia em que nos apresentarmos às eleições de 2019, vamos apresentarmo-nos perante o povo com todas as promessas cumpridas. Esta é uma certeza que posso dar a todos vós”, disse Albuquerque durante o jantar de Natal do PSD/Madeira, que juntou cerca de 1.200 pessoas no Madeira Tecnopólo.

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Corrida em saco de gatos


Antes contavam-se espingardas

- agora contam-se históricos



"Somos todos históricos", dizem eles.

+
Os 'mossos' da Confiança* levaram a jantarada de propaganda interna a Machico, esta quinta-feira. Como se sabe, é a liderança do PS-Madeira que está em causa, com eleições internas em 19 de Janeiro.
Fartos de ver e ouvir os históricos do partido darem apoio ao candidato Carlos Pereira, os futuros empregados dessa enorme Frente Mar tiraram um retrato no local do jantar esta noite, para dizer que 'históricos' são eles todos. Repare-se que Cafôfo é um histórico do PS quando ainda nem se inscreveu como militante, imagine-se quando tiver 2 ou 3 anos de filiação.


PSD apresenta propostas para investimento na área social 
de 8,4 M € ao presidente da Câmara do Funchal


Os Vereadores do PSD entregaram hoje ao presidente da Câmara Municipal do Funchal um documento contendo sete medidas de apoio aos funchalenses, que visa contribuir para uma melhor aplicação do Orçamento para 2018 na área social.
A devolução de 4% do IRS, a instituição do Fundo Municipal de Solidariedade e a prestação de apoio domiciliário são os três primeiros pontos. Seguem-se o apoio em livros e manuais escolares, apoio nas propinas e bolsas de estudo e a continuidade do programa de formação em contexto real de trabalho. Finalmente a última proposta é a extinção da derrama municipal, um imposto que incide sobre as empresas do concelho.

Porto Santo


Onde pára a chave do cofre?

Que Idalino Vasconcelos não tem mão na câmara que ganhou por maioria relativa, já sabíamos. Agora que nem o cofre da câmara consegue abrir, é que é coisa nova. Sim. O chefe do Porto Santo eleito não encontra a chave do cofre. A chefe de divisão que foi depositária da dita no anterior mandato partiu para o eldorado de empregos de Cafôfo, no Funchal, e não a deixou em local visível nem diz nada sobre o assunto. Simplesmente, não atende o telemóvel a Idalino. Esta agora!
Por falar em telemóveis, outro berbicacho: o novo presidente da câmara do Porto Santo quer distribuir os aparelhinhos pelos vereadores, mas os antecessores socialistas entregaram os que lhes estavam atribuídos sem condições de funcionamento - partidos e desengonçados, coitados.
No meio da desgraça, apetece fazer uma pergunta: os vereadores das regedorias também têm direito a telemóvel? Sim senhores! O que Zé Pagode é obrigado a pagar!

O Messias

"Sei que vai ser um grande esforço para mim, mas estou convicto que vamos fazer um bom trabalho" ¹. Provavelmente, poucos se recordam desta afirmação de Pedro Calado, quando da autorização de Miguel Albuquerque, Presidente da Câmara Municipal do Funchal, para acumular o cargo de Vice-Presidente da CMF, no setor público, com o cargo de administrador e Chief Executive Officer (CEO) do Grupo Sá, no setor privado.

Como justificação, em maio de 2012, Miguel Albuquerque defendeu que a melhor solução era “o dr. Pedro Calado continuar no exercício das suas funções, num regime de meio tempo” ¹, em acumulação com o cargo no Grupo Sá, passando a ideia de que Pedro Calado era o Messias capaz de salvar, ao mesmo tempo, o Grupo Sá e a Câmara Municipal do Funchal.

Corrida de saco de gatos


Jantar de ontem no 'Miradouro'

pelo PS, 'Pelas Pessoas' e com Guido Gomes

O nome de Paulo Cafôfo arrastou cento e muitas pessoas ontem a S. Roque para aplaudirem o candidato à liderança dos socialistas Emanuel Câmara. Houve animação no restaurante 'Miradouro', amostra do que será quando Cafôfo arrastar pessoas para si próprio em 2019.
Despertou curiosidade a presença de Guido Gomes, presidente da comissão de freguesia de Santa Maria Maior e confesso apoiante de Carlos Pereira. Terá funcionado a táctica cafôfa de prometer empregos a indecisos e respectivas famílias?
Outra nova que nos dão: circula pelas comissões de freguesia uma operacional de Pereira sugerindo aos apoiantes de Emanuel Câmara que mudem de lista de subscrições, ou seja, da do candidato nortista para a do sulista.
A guerra no saco de gatos está ao rubro.

A DESIDEOLOGIZAÇÃO DA MADEIRA



A Madeira parece mergulhada na mediocridade política, o que felizmente não sucede nos campos cultural, empresarial, da solidariedade social, do empreendedorismo, desportivo, etc.
Por isso, não me surpreende o reacionarismo de tentar ressuscitar padrões ideológicos totalitários que foram tragédia no século passado. Refiro-me à proposta da organização comunista “bloco de esquerda” contra o Ensino Privado. 
A liberdade de ensino e de escolha são marcos da Democracia, dos Direitos, Liberdades e Garantias Fundamentais. É uma bandeira da Autonomia, afirmada com a derrota na Madeira do comuno-gonçalvismo, anos setenta. 

Carlos Pereira (PS) - Nota do dia


1- Hoje noticia-se que houve uma reunião em Lisboa por causa da construção do novo hospital. Até se refere que o Secretário Regional considerou muito produtiva. Sendo assim, por que razão andam sistematicamente a tentar estragar a conquista que o PS-M obteve com a consagração (pelo segundo ano consecutivo) do co-financiamento de 50% do hospital?

A avaliação de desempenho

Caro concidadão, continuo com as comparações entre a Câmara de Cafofo e o Governo de Albuquerque. Desta feita comparo o procedimento de avaliação de desempenho dos funcionários públicos, com base num Departamento Camarário e numa Secretaria Regional entretanto extinta.
A Câmara de Cafofo iniciou tardiamente o procedimento de avaliação de desempenho de 2015-2016… mas o terminou.



Razões da candidatura de Ascenção

à coordenação do BE-Madeira



"O Bloco de Esquerda na Madeira teve em 2015 os melhores resultados de sempre em eleições regionais e nacionais. Porém não está a saber aproveitar esse feito para crescer e afirmar o seu projeto político. Sente-se uma acomodação à sombra do resultado, visto como acidental e não como um novo patamar de ambição que o BE deve assumir e procurar consolidar.
Os resultados nas últimas autárquicas fora do Funchal foram dececionantes e refletem as deficiências na organização interna, a não implantação nas localidades e a incapacidade de atração de novos quadros. À falta de estratégia e de preparação atempada da campanha, juntou-se a falta de meios e eventualmente de vontades, mais pareceu um ato para cumprir calendário.

E se a moda das gaiolas em vidro pega?




Gil Canha

Passei hoje em frente ao Golden Gate e assustei-me. A tão falada “Esquina do Mundo” agora bem pode ser denominada esquina das “Gaiolas de vidro”. Pela calada da noite ou do fim-de-semana, os responsáveis do emblemático café montaram uns taipais em vidro à volta das duas esplanadas, suportados por uns pirosíssimos prumos pintados de branco e encimados por umas coroas de mau-gosto.    Por enquanto, no meio da cangalhada do Natal não se nota muito, mas quando retirarem “o circo” natalício, os “aquários” do Golden vão surgir em todo o seu esplendor e rafeirice. 
Mas este expediente não é novo; a primeira cangalhada em vidro surgiu na esplanada do café Apolo, onde os degraus em cantaria dura da região foram furados para segurar a inestética estrutura envidraçada, modelo que agora foi copiado com sucesso pelo Golden, embora ainda mais piroso.  

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Candidatos à liderança do PS desataram aos jantares



Cafôfo é chamariz para levar
gente a Emanuel Câmara

Tem sido sempre assim na apresentação de Emanuel do Norte aos votantes socialistas por essas freguesias fora: Paulo Cafôfo está presente para amparar aquele que, se ganhar em 19 de Janeiro a liderança do PS-M, o há-de amparar também a ele, Cafôfo, para que seja levado ao colo até à Quinta Vigia.
Nestes dias, circula pelos socialistas potenciais apoiantes da dupla de regedores, pretendentes a governantes, um SMS a desafiar para um jantar de candidatura no início da próxima semana.
Eis o texto: 

"Convite
Terça-12 Dez-19 H
Jantar com Emanuel Câmara e Paulo Cafôfo.
Restaurante Canto dos Amigos no Caniço.
Confirme com a Daniela Aguiar 964523340.
Pelo PS"

A frase final ficaria melhor 'Pelas Pessoas', mas é preciso variar um pouco.


Militantes do PSD elegeram hoje comissões de freguesia


As comissões políticas de freguesia do PSD/Madeira foram a eleições hoje, dia 6 de dezembro, entre as 18h00 e as 20h00, nas várias sedes do Partido espalhadas pela Região.
Nestas eleições participaram 2.500 militantes que elegeram as 54 comissões políticas de freguesia para mandatos de dois anos.

Conferência de Jardim na UMa



Inadiável educação para a cidadania europeia:
razões, matérias e instrumentos




- trabalho apresentado na Universidade da Madeira (6 Dezembro 2017), em jornadas europeias da iniciativa da Senhora Eurodeputada Doutora Liliana Rodrigues


INADIÁVEL EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA EUROPEIA: RAZÕES, MATÉRIAS E INSTRUMENTOS

A. - RAZÕES FUNDAMENTAIS

Agradeço à Senhora Eurodeputada Doutora Liliana Rodrigues, o convite para participar neste encontro. Felicito a Senhora Eurodeputada por todas estas iniciativas cívicas que concorrem para o Bem Comum do Povo Madeirense e para a difícil construção de uma nova União Europeia, difícil mas bem ao alcance de todos nós.
Expresso a honra que é para mim, uma vez mais ter o privilégio de apresentar trabalho na Universidade da Madeira, Esta um passo tão marcante na minha vida pública.
A União Europeia tem de ser uma forte vontade de criar e de transformar. De avançar sempre em sucessivos estilos novos e formas novas. 
Não pode ficar pela conservação do seu património espiritual e material, nem apenas pela conservação de usos e de costumes.