segunda-feira, 8 de maio de 2017

12 de Maio: Câmara dá tolerância de ponto



Ideologicamente falando, talvez a tolerância de ponto em nome da visita do Papa devesse partir do governo regional centro-direita e não da Câmara do Funchal, que gosta de exibir uns ares esquerdistas. Mas os tempos mudam. Veja-se inclusivamente a posição da Geringonça nacional, apoiada por comunistas e bloquistas, a qual dá tolerância para o povo descansar à custa de Francisco. Moral da história: na Madeira, quem tem folga são os funcionários da Câmara do Funchal, e não os funcionários do religioso Establishment. Medida inteligente de Cafôfo, se pensarmos no que acontece aos intelectuais socialistas franceses, que acabam de desaparecer do mapa nas Presidenciais. Lembrar-se de Santa Bárbara só quando há temporal nem sempre funciona.





12 comentários:

Anónimo disse...

O que só prova que o cafofo e um político inteligente não dar a tolerância quando os serviços do estado na Madeira vão te lá invocando a descontinuidade territorial quando a Madeira está a 1h30m de Lisboa e se criou um esquema de mobilidade da trampa é dar um duplo tiro no pé e revela burrice e alienação. É com estas coisas que se perdem eleições tansos lololl nem nisso acertam volta Alberto e vamos votar cafofo

Anónimo disse...

Muito bem cafofianos. Vai tudo para Fatima.

Anónimo disse...

Em Sai Vicente, deve dar 15 dias. Para acompanhar com o bônus que deu aos funcionários nas férias, em ano de eleições.

Anónimo disse...

K diabo a solta

Anónimo disse...

Boa Cafofo, com esta mostras o grande politico que és.
Estes do PSD só invocam a continuidade territorial para CHULAR o Governo Portugues, mas neste caso nada de continuidade territorial.
Tolerancia de Ponto, só para o Rally, aí sim já há continuidade territorial.
Aprende Miguel das Promessas Falsas que o Cafofo não dura muito e em 2019 vai te mandar borda fora.

Anónimo disse...

Muito bem.
Vão muitos a Fátima e muitos irão ver na televisão.
Para muitos dos que não vão nem ligam à televisão, ficará a lembrança de um gesto.
Politicamente também foi bem pensado.

Anónimo disse...

A decisao de Albuquerque/renovadinhos de nao dar tolerancia, e um claro erro politico e ate ideologico, que revela o desnorte desta lideranca. Nem sequer o Rui Abreu, alias, membro da Confraria de Nossa Senhora da Natividade, "entendeu" o alcance desta medida, e pena ver o estado desta gente! Quando os Acores e inteligentemente a Camara do Funchal, concede, esta tudo dito. Ja agora, nao se esquecem que em outubro ha eleicoes.

Anónimo disse...

ao anonimo das 22.39,... incha melão

Anónimo disse...

Vão confessar os pecados dos últimos 4 anos... Política barata a desse Cafofo...

Anónimo disse...

O Cafofo é igual ao Costa dois populistas do piorio. Dizem mal do embuste de Fátima entre as poltronas, mas para mam...rem votos vendem a alma à Santa Inquisição e satisfazem o povo. P. que os Par..!

Anónimo disse...

Maravilha camaradas!
Uma ponte de prainha e solzinho!
O holandês que se f...

Anónimo disse...

O anónimo das 23:41 falou certo.