domingo, 28 de maio de 2017

Acção política do PTP


Campanha pela liberdade de expressão e contra a prisão por delito de opinião em Portugal


O PTP realizou hoje uma iniciativa política, a propósito da vinda do activista angolano Luaty Beirão à Feira do Livro do Funchal, para apresentar o livro “Sou eu mais livre, então",  escrito em 2015, quando esteve detido em prisão preventiva por “actos programados de rebelião” contra o regime de José Eduardo dos Santos. Luaty Beirão enquanto esteve preso, fez greve de fome durante 36 dias, chegando a estar internado em estado grave, para alertar o mundo para a falta de liberdades democráticas do Regime Angolano.

O líder do PTP - Madeira, após ter assistido ao lançamento do livro, numa conferência de imprensa, aproveitou para alertar o país para a existência de presos políticos em Portugal.  "Não é só em Angola que se persegue os cidadãos por emitirem a sua opinião, no nosso país, temos a ativista Maria de Lurdes Rodrigues, condenada a 3 anos de cadeia por criticar a justiça portuguesa", referiu o deputado Trabalhista.

É necessário que os democratas se empenhem pela defesa da liberdade de expressão e contra a prisão por delito opinião em Portugal, defendeu José Manuel Coelho. Alertou ainda, para a existência de um código penal, que criminaliza a opinião e que restringe a liberdade de expressão dos cidadãos. 

Lutar pela libertação da Maria de Lurdes, é a luta de todos os democratas amantes da liberdade, da democracia e dos ideais de Abril, concluiu.
Texto PTP

3 comentários:

Anónimo disse...

É ESSE O ESPIRITO

Anónimo disse...

Força Coelhinho

Anónimo disse...

Tantas lutas, tantos sacrificios e este povo continua de olhos fechados.