quarta-feira, 10 de maio de 2017


FESTA DA FLOR 
- UMA REFLEXÃO
 A Festa da Flor na Madeira é a simbiose de flores dos quatro cantos do mundo com os úberes solos, o clima tépido e a inigualável paisagem vulcânica esculpida pelo tempo.
A genuína Festa da Flor acontece doze meses por ano em incontáveis recantos da Ilha, impressionando com subtis belezas os visitantes mais exigentes.

Os quadros vivos em canteiros de casas humildes, nas quintas e nos grandes jardins são muito mais valiosos, que os desenhos de flores cortadas em tapetes colocados com critérios duvidosos no espaço urbano, que a exposição pindérica da Praça do Povo.
Um muro de esperança não pode ser criado com flores, que ao fim de poucas horas estão murchas. O Muro da Esperança deve ser construído com vasos de plantas vivas, expressão da educação ambiental realizada desde o início do ano lectivo.
Devemos estar felizes com o sucesso da oficiosa Festa da Flor, com a sua crescente importância como fenómeno turístico. Mas a felicidade não deve inibir a reflexão. E mais vale reflectir em alta do que carpir em depressão!
Funchal, 09.05.2017
Raimundo Quintal

Sem comentários: