domingo, 13 de agosto de 2017

Autárquicas 2017


Rubina Leal quer jovens 
a participar ativamente 
na política de  futuro do Funchal
Porque os jovens são “essenciais” para o desenvolvimento do futuro de qualquer Cidade, a candidatura do PSD à Câmara Municipal do Funchal quer colocar a juventude no “centro” das suas políticas para o Município.
Este sábado, Dia Mundial da Juventude, Rubina Leal anunciou num encontro com jovens, que aconteceu na Barreirinha, que o Funchal será uma “Cidade de Oportunidades” para os jovens  com apoios ao arrendamento jovem, bolsa de terrenos municipais para a construção de habitação própria, programas de incentivo ao emprego e ao empreendedorismo, incubadora de empresas e criação de uma Bolsa Universitária e um Fundo de Emergência Universitário.

“Os jovens são essenciais para o desenvolvimento do futuro de uma Cidade, por isso qualquer Município tem de atender às políticas para a área da juventude”, disse a candidata, defendendo uma maior participação ativa política dos jovens na política.
É, disse, preciso envolver os jovens em posições de decisão e participação ativa na política. Por isso, a candidatura encabeçada por Rubina Leal tem nas listas para a Assembleia Municipal três lugares elegíveis 7.º, 8.º e 9.º para jovens como André Alves, presidente da JSD, 30 anos, Vera Duarte, 26 anos e Bruno Melim, 21 anos..“Quero que participem, que trabalhem em prol do concelho”, explicou, dizendo que as medidas que tem pensadas para o Funchal, vão ao encontro das expetativas e anseios dos jovens com quem tem contatado.
Primeiro, porque o emprego é fundamental, Rubina Leal quer dar continuidade ao Programa de Formação em Contexto Real de Trabalho, que iniciou há uns anos na Câmara Municipal do Funchal, e criar uma bolsa de empreendedorismo, para aqueles que têm ideias mas necessitam de um apoio inicial para começarem.
“O emprego é uma área fundamental, e apesar de não ser uma competência exclusiva dos Municípios, as autarquias têm obrigação de desenvolver políticas que incentivem a criação de postos de trabalho”, sublinhou, adiantando que é nesse sentido que pretende dedicar um espaço da Cidade, para a instalação de uma incubadora de empresas.
Noutro âmbito, mas sempre com o objetivo de contribuir para a fixação de jovens no Funchal, Rubina Leal pretende apostar na habitação. Por um lado, criado uma bolsa de terrenos municipais, em que serão cedidos os direitos de superfície para que os jovens possam construir a própria habitação com isenção de taxas. E por outro, irá avançar com um pacote de incentivos ao arrendamento até aos 35 anos.
Rubina Leal quer também olhar para os jovens que ainda não começaram a vida ativa, criando um cartão municipal que promova descontos em bens e serviços e instituindo uma Bolsa Universitária e um Fundo de Emergência Universitária, para dar “resposta” a eventuais situações trágicas que por vezes acontecem e impedem os estudantes de prosseguirem a formação superior.
Medidas que vão ao encontro das necessidades sinalizadas pela JSD/Funchal. Fernando Lemos, presidente da concelhia da Jota, admite o “agrado” por ver as ideias que têm sido defendidas dentro da organização serem adotadas pela candidata. “É com muita satisfação que vemos que a Dra. Rubina Leal tem políticas para a juventude”, disse, destacando as medidas relacionadas com a habitação, que têm sido defendidas pela JSD-Funchal.
“Salientava também uma outra medida, que são programas de ‘gap year’, em que os jovens realizam um conjunto de atividades, e dependendo do tipo e da duração, recebem no final um certificado que irá enriquecer o currículo”, explicou, lamentando que o atual executivo camarário não olhe para a juventude como um capital da Cidade. “Não conheço nenhuma medida que pense nos jovens, e se existem, o seu raio de ação é muito limitado." 
Texto e foto: PSD”

3 comentários:

Anónimo disse...

Excelente ideia e iniciativa Dra Rubina Leal, são os jovens o futuro do nosso País!É preciso olhar por eles e dar-lhe uma oportunidade. Vai ganhar a Presidência da CMF, não tenho duvidas!

Anónimo disse...

Promessas a pataco continuam como numa feira de venda de banha de cobra, uma pomadinha que resolve todas as maleitas! Em relação à JSD é uma "vaca leiteira" que já conheceu melhores dias, mas há gente que ainda recorre a este expediente para arranjar uma maminha!

Anónimo disse...

Vamos colocar na lista os nossos jovens! Quais? Todos filiados e com cargos na JSD...
Será que esta mulher não sabe que já existe uma Comissão da Juventude na CMF da qual até o marido da Vera Duarte ( a quem foi prometido um lugarzinho na lista de assembleia) faz parte! Esse que até é deputado da Assembleia Regional e ex-lider da JSD. Como se vê uma teia muito interessante... a JSD é o job for the boys